Home NotíciasPolicia Em greve, policiais civis pressionam governo por nova proposta de reajuste

Em greve, policiais civis pressionam governo por nova proposta de reajuste

Por Alagoas Brasil Noticias

 

Em greve por tempo indeterminado, policiais civis de Alagoas tentam pressionar o governo a fazer uma nova proposta de reajuste salarial. Nesta manhã, representantes do sindicato que representa a categoria cobraram do governador Renan Filho (PMDB) uma solução para o impasse. Uma reunião com o secretário do Planejamento, Gestão e Patrimônio, Fabrício Marques, está prevista para hoje.

“Isso [aumento] depende de conta. Não é só a vontade do governador, porque, se não, a gente instala o caos. Nós estendemos o valor. Aí nós vamos garantir piso e aumento”, disse Renan Filho em conversa com o presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas, Josimar Melo dos Santos, sem especificar a proposta.

Antes dessa conversa, o governador havia dito à imprensa que não concederia reajuste a uma categoria específica, mas que um canal de diálogo estava aberto entre o Estado e os servidores, para discutir as propostas. De acordo com ele, a segurança durante o período carnavalesco está garantida, com a presença de 7.600  homens.

“Teremos 7.600 homens e vamos dialogar com todas as categorias, mas não podemos dar aumento pontual antes de divulgarmos o aumento geral dos servidores. Eu gostaria de dar o aumento geral. Estamos estudando como fazer isso”, respondeu Renan Filho quando questionado pela imprensa local sobre o assunto.

Os policiais civis devem realizar uma assembleia, ainda nesta sexta-feira, na sede do Sindicato dos Urbanitários, para discutir um cronograma de atividades durante a greve por tempo indeterminado que foi decidida pela categoria. Caso haja uma nova proposta por parte do governo, o tema deve entrar em pauta na assembleia.

O Sindpol afirma que a greve dos policiais civis está mantida e garante que só 30% dos serviços vão funcionar. Segundo Josimar Melo dos Santos, presidente do sindicato, só os flagrantes serão registrados.

A Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio informou, por meio de nota, que está em permanente negociação com os policiais civis, mas ressaltou que o atual cenário econômico é “delicado”.

CONFIRA A NOTA NA ÍNTEGRA:

Desde o início da atual gestão, o Estado tem se empenhado, por meio da Mesa de Negociação Permanente do Governo, a resolver os pleitos da categoria. As tratativas acerca de uma proposta de reajuste do piso salarial vêm sendo discutidas abertamente com os policiais civis desde 2016.

O cenário econômico atual em todo o País é delicado, mas Alagoas tem se destacado como um Estado que cumpre todos os seus compromissos e vai continuar cumprindo. Isso não pode mudar. Portanto, nenhuma decisão que crie qualquer tipo de risco será tomada pelo Governo.

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário