estrategia do curso de opçoes binaras do weldes campos partizan trading system site forex-station.com opçoes de investimento itau personalitté trading forex market structure qual o melhor robo para opções binarias trader operando na bolsa online ao vivo opções binárias viável opções binárias investimentos opçoes binarias regulamentaçao aplicativo robot opçoes binarias opçoes binarias com eudes campos cheat engine em opções binárias opções binarias bonus gratis operar no swing trade e vender no memso dia forex trading icon ir day trade clube de investimentos best forex trading strategy indicator
Home Mundo Nos EUA, 51% da população diz que imprensa critica Trump demais

Nos EUA, 51% da população diz que imprensa critica Trump demais

Por Alagoas Brasil Noticias

Pouco mais de metade dos norte-americanos acredita que a cobertura do presidente Donald Trump na imprensa é demasiado crítica, segundo constatou uma pesquisa promovida pelo Wall Street Journal e a rede de TV NBC. 

Enquanto 51% das pessoas acredita que a imprensa critica demais o presidente desde a eleição, 41% das pessoas considera a cobertura justa e objetiva, enquanto outros 6% avaliam que a imprensa não é crítica o suficiente. 

Não está claro qual o impacto que os ataques de Trump à credibilidade da imprensa podem ter na opinião das pessoas. 

Cerca de 53% das pessoas acredita que a imprensa exagerou os problemas da administração Trump. Já outros 45% discordam dessa afirmação. 

Entre aqueles cuja principal fonte de informação é a rede de orientação conservadora Fox News, 79% concordam com a afirmação “a imprensa e outras elites estão exagerando os problemas da gestão de Trump porque estão desconfortáveis e ameaçados pela mudança que Trump representa”. 

Nas últimas duas décadas, a confiança do público na imprensa tem caído. Pesquisa feita em setembro mostrou que a confiança dos norte-americanos nos veículos de comunicação de massa caiu para seu pior nível na história, segundo dados do Gallup. Apenas 32% das pessoas disseram ter muita ou suficiente confiança na mídia, em comparação com 53% que afirmavam o mesmo em 1997.

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário