opções binárias metatrader 4 forex trading deutsch 21 carolina gerenciamento e price action opções binárias para iniciantes forex trading what is it melhor robo para opções binarias olymp opções binarias how to add multiple pair into trading forex partizan trading system site forex-station.com operações comuns day trade forex grid trading pull back opções binarias como funciona o mercado de opções binarias opções binárias quanto investir stratégia de operações de alvo para day trade e scalper melhores corretoras opçoes binarias 2019 investimento apn impera trader operador de trado mecanico
Home NotíciasPolitica RENAN IRRITA DEPUTADOS DO PMDB-AL POR USÁ-LOS PARA TENTAR ATINGIR MINISTRO

RENAN IRRITA DEPUTADOS DO PMDB-AL POR USÁ-LOS PARA TENTAR ATINGIR MINISTRO

Por Alagoas Brasil Noticias

INTERVENÇÃO VIROU CENA PARA MINAR CANDIDATURA DE MARX BELTRÃO <> ATUALIZADO <> ABN ÁS 17:40

A ideia do senador Renan Calheiros (PMDB-AL) de convocar e divulgar uma reunião com deputados estaduais do PMDB com o suposto objetivo de “discutir a relação com o governo” de Renan Filho (PMDB) irritou ainda mais parte dos parlamentares envolvidos. O motivo é que o encontro da tarde dessa segunda-feira (6) foi articulado e realizado apenas para servir aos interesses eleitorais do próprio senador, na tentativa de conter a candidatura do ministro do Turismo Marx Beltrão ao Senado.

TÁTICA DE RENAN AMPLIA INSATISFAÇÃO (FOTO: JONATHAS MARESIA

Segundo deputados que participaram da conversa tratada como “terapia” pelo senador Renan, a reunião elevou o tom da preocupação com as eleições de 2018, mas expôs como estratégia imediata apenas a tentativa de demonstrar força, com a divulgação de uma lista de 30 candidatos à Assembleia Legislativa em 2018, temendo o esvaziamento do PMDB e a revoada de parlamentares peemedebistas, com a quase inevitável saída de Marx Beltrão do PMDB.

Nas entrevistas que deu ontem e em nota divulgada no fim de semana, o senador assegurou o apoio à formação de uma dobradinha no PMDB com o ministro Marx Beltrão na disputa pelas duas vagas do Senado, em 2018. Renan fez vários elogios ao “grande amigo” que traça uma rota de fuga para o PSD, para poder enfrentar o ex-presidente do Senado nas urnas, sem riscos de ter a candidatura barrada pelo seu atual partido.

TEATRO IRRITOU

Os deputados deixaram o encontro irritados por terem perdido tempo sem nenhuma solução que os contemple na relação com o governo do PMDB em Alagoas. Todos foram usados como parte da estratégia para convencer Marx Beltrão a permanecer na sigla e não se aliar à base política do prefeito de Maceió Rui Palmeira (PSDB), que deve concorrer contra a reeleição de Renan Filho, com o apoio do ex-senador tucano Teotonio Vilela Filho e do senador Benedito de Lira (PP).

“A lista é para segurar os deputados estaduais, pois, são 11 deputados de mandato que desencorajam os pretensos candidatos sem mandatos. Naquela lista tem nomes que não são candidatos de forma nenhuma. A nota é para afirmar que todos defendem a candidatura do Marx no PMDB. Como o objetivo é o Marx não ser candidato a senador, essa é a forma de segurar [filiados e o ministro] no partido”, disse um dos deputados que participaram do encontro ao Diário do Poder.

CANDIDATURA DE MARX BELTRÃO AO SENADO TIRA PAZ DE RENAN

Outro deputado interpretou divulgação da lista como resultado da tendência de metade da bancada sair do PMDB, temendo a não reeleição do senador e pelo tratamento recebido do governador Renan Filho, que chegou na metade da reunião com semblante preocupado, e ouviu a “autocrítica” do pai ao PMDB.

“A lista é para mostrar que o PMDB tem chapa competitiva e que ninguém deveria sair. Mas foi só blá blá blá. Ninguém decidiu nada sobre o tratamento de Renan Filho com os deputados. O senador disse que vai ser porta-voz dos deputados do PMDB junto ao governo do Estado. Mas a insatisfação aumentou, pois a reunião foi infrutífera. Além disso, é mais difícil se reeleger numa chapa dessa, com 30. E o PMDB foi forçado a fazer a nota, para dizer ao Marx Beltrão que ele não tem motivo para deixar o partido e, se sair, vai sair porque quer”, explicou outro deputado do PMDB.

‘EMPURRANDO’

O senador prometeu se reunir individualmente com cada deputado, para ouvir e repassar as demandas políticas das bases para o governador, “afim de elevar o protagonismo do PMDB na definição de políticas públicas”.

“Temos também que fazer uma autocrítica sobre a relação do governo com o partido na Assembleia Legislativa e do partido com o governo. Autocrítica no melhor sentido, de uma terapia, para, na relação, verificar o que funcionou, o que precisa ser mantido por ter funcionado. E o que não funcionou, para ser mudado”, disse o senador Renan, ao fim da reunião.

Mas, nem a postura humilde do governador, nem a intervenção “teatral” do senador no governo convenceram os deputados: “Os Calheiros são assim. Vão empurrando, empurrando, e no final atendem um pouquinho, como foi na eleição de 2014. Mas, agora é diferente. Eles estão perdendo politicamente. O pai está numa situação difícil, nacionalmente, e aqui também, eleitoralmente”, concluiu um parlamentar peemdebista.

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário