valor da comissao para operar day trade na clear stochastic opçoes binarias quantos anos existe opções binárias planilha controle de opçoes binarias momento de alta e baixa opçoes binarias velas opções binária onde abrir uma conta reclamacao brasil trader investimentos campinas como operar trade stop na binance estratégia de alavancagem opções binarias olymp trade operar em otc israel trade & investment trapaça opções binárias operar day trade com grafico como ganhar com opcoes binarias operação day trade ir curso gratis sobre opções binárias iq option taticas operador trader
Home NotíciasEsportes CSA planeja acionar STJD por conta de lance polêmico de Neto Baiano

CSA planeja acionar STJD por conta de lance polêmico de Neto Baiano

Por Alagoas Brasil Noticias
   (Crédito: Douglas Araújo/Ascom CRB)

O departamento jurídico do CSA planeja acionar o Superior Tribunal de Justiça Desportiva por causa do lance polêmico protagonizado pelo atacante do CRB, Neto Baiano, com o zagueiro azulino Thales no final do segundo tempo do Clássico das Multidões no último sábado (11). O Azulão derrotou o Galo por 1 a 0, no jogo válido pela quinta rodada da Copa do Nordeste.  A informação é do repórter Henrique Pereira, setorista do CSA na Rádio Pajuçara FM Maceió 103,7.

Neto Baiano entrou no lugar de Elias aos 30 minutos da segunda etapa. Em determinado momento do clássico, longe da disputa de bola, o jogador regatiano “apalpou” as nádegas do atleta marujo, um gesto popularmente conhecido como “dedada”. O árbitro Renan Roberto de Souza (CBF/PB) não viu a provocação e não relatou em súmula, mas a televisão que detém os direitos de transmissão da Copa do Nordeste flagrou a cena. A imagem, inclusive, viralizou nas redes sociais.

Foto: Reprodução/Esporte Interativo)

Os dirigentes do Azulão se baseiam em dois casos para ir ao STJD. O primeiro é entre o meia Carlos Alberto e o zagueiro Réver. Em 2008, meio-campista defendia o Botafogo quando provocou o defensor do Grêmio com o mesmo gesto na 28ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. Na ocasião, o Tribunal julgou e puniu Carlos Alberto com oito jogos de suspensão. 

O segundo caso é mais famoso e recente. Em 2015, durante a decisão das quartas de final da Copa América, o zagueiro chileno Gonzalo Jara protagonizou o mesmo lance polêmico com o atacante uruguaio Cavani, que reagiu e foi expulso pelo árbitro. A Conmebol suspendeu Jara por três partidas e multou o jogador em 7,5 mil dólares (cerca de R$ 23,5 mil na época).

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário