programa para análise gráfica opções binárias video operando day trade trand opçoes binarias corretoras de opçoes binarias eua mt2 sinais para opçoes binarias forex trading pips explained quantos anos existe opções binárias como investir no tradding esportivo opções binárias como funciona olymp trade videos ensimando como operar na rico trade estrategia para operar com trades glibal trader investimento where to invest swing trade consigo operar no olimpe trade com 10 reais estratégia sonic opções binárias e forex 98 de acertos opções binarias e digitais beste forex trading plattform
Home Uncategorized PF prende alagoano de Novo Lino acusado de assaltar bancos em Alagoas e Pernambuco

PF prende alagoano de Novo Lino acusado de assaltar bancos em Alagoas e Pernambuco

Por Alagoas Brasil Noticias

Os presos foram conduzidos para a Superintendência de Alagoas, (PF) <> Diário de Pernambuco <> Atualizado ABN ás 19:48

OPERAÇÃO DA POLICIA FEDERAL

A Polícia Federal prendeu, na manhã desta quinta-feira (16), três dos oito suspeitos de integrar quadrilha responsável por diversos roubos à mão armada e explosões de caixas eletrônicos nos estados de Pernambuco e Alagoas. Foram detidos Ayrton Lucas Soares de Araújo, de 27 anos e morador da cidade de Ribeirão, Bruno Santiago, de 28, residente em Amaraji e Paulo Ciriaco da Silva, 24, residente no Curado. A operação apreendeu ainda R$ 46 mil em espécie, uma emulsão explosiva e cinco veículos, um deles roubado e dois clonados.

O Grupo de Bombas e Explosivos da PF foi acionado para detonar um artefato explosivo encontrando em Sirinhaém, na residência de Flávio Roberto Lucas, o ‘Flávio Galego’, 33, que continua foragido. Os trabalhos continuam para capturar mais cinco suspeitos. Os demais procurados, além de Flávio, são: José Alcides da Silva, 33, residente em Ipojuca; Moisés Berto da Silva, 43, residente em Sirinhaém; Rosinaldo Ferreira Lins Filho, morador de Sirinhaém e José Ednaldo Soares, 38, que mora em Novo Lino, Alagoas. De acordo com a polícia, os suspeitos têm uma extensa ficha criminal e respondem por crimes de homicídios de policiais.

A meta é cumprir oito mandados de busca e apreensão, sendo quatro em Sirinhaém, dois em Ribeirão, um em Amaraji, um em Novo Lino (AL) e ainda oito mandados de prisão preventiva, sendo quatro em Sirinhaém, dois em Ribeirão, um em Amaraji, um em Novo Lino e uma condução coercitiva em Ipojuca, todos expedidos pela Vara de Combate ao Crime Organizado de Alagoas.

De acordo com os investigadores da Delegacia de Repressão a Crimes Patrimoniais e tráfico de Armas de Alagoas, a quadrilha teria envolvimento no furto e explosão da agência do Banco do Brasil em Rio Formoso no dia oito de setembro de 2016; no assalto à mão armada na casa do Chefe de Gabinete do Prefeito de Ipojuca em 30 de setembro de 2016; no furto com uso de explosivos da agência do Banco do Brasil de Colônia Leopoldina, em Alagoas, na madrugada de 29 de outubro de 2016; no roubo ao posto de combustível de São Roque na cidade de Serinhaém em 28 de novembro de 2016, quando tentou explodir os caixas eletrônicos no local e em outros crimes de grande repercussão.

O nome da operação faz referência à organização criminosa PCC e conta com a participação de 60 policiais federais dos estados de Alagoas e Pernambuco. Os presos foram levados para a Superintendência do Estado de Alagoas, na cidade de Maceió, onde são interrogados e em seguida encaminhados para estabelecimentos prisionais.

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário