Home Municípios CIDADE DE IBATEQUARA REALIZA AUDIÊNCIA PUBLICA CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

CIDADE DE IBATEQUARA REALIZA AUDIÊNCIA PUBLICA CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Por Alagoas Brasil Noticias

PUBLICADO POR CARLOS ALBERTO <> ABN > COM A COLABORAÇÃO DE RAQUEL/DIRETORA STR BRANQUINHA <> ÁS 17:44

DIRETOR DA FETAG-AL LEONARDO CORREIA, FALANDO AO PUBLICO

Nesta quarta feira, dia 29 de março, ás 10:00, teve início mais uma Audiência Pública, desta feita na Câmara de Vereadores de Ibateguara, com a presença de diretores da Fetag-AL, através do Secretário de Políticas Sociais Leonardo Correia, Secretário da Terceira Idade Antônio Vitorino, do Presidente do STTR de Ibateguara, Severino Vicente, Advogada do STTR, Emanuelle Botelho, STRAAF de Branquinha, para contestar A Reformada Previdência, Reforma Trabalhista e a Terceirização.

PRESENTE NA CÂMARA

No intuito de passar para a comunidade de Ibateguara o quanto essas Reformas pode prejudicar a Classe Trabalhadora, tanto o Assalariado Rural, Agricultor Familiar, enfim toda a classe trabalhadora seja do campo ou da cidade. Deixando bem claro que a FETAG Alagoas e os STTRs que compõem este Pólo não aprova nenhum tipo de Reforma que tire os direitos que os trabalhadores lutaram durante muitos anos para serem conquistados, Somos contra a Reforma da Previdência, Reforma Trabalhista e a Terceirização. 

DIRETOR SINDICAL NO USO DA PALAVRA

A Fetag -AL, foi representada por vários diretores presentes entre eles, o Secretário de Políticas Sociais Leonardo Correia. Segundo ele, “a iniciativa faz parte do trabalho de corpo a corpo junto aos nossos representantes no Congresso Nacional”. Para Leonardo, é imprescindível que todos estejam atentos e participativos em todos os movimentos e eventos que discutam essa reforma. “Após mais uma audiência pública, estou convicto de que o engajamento, a união dos esforços e a luta de todos os trabalhadores de Alagoas e de todo Brasil não permitirá nenhum retrocesso aos nossos direitos”, afirmou.

DIRETORES SINDICAIS ANTONIO VITORINO E LEONARDO CORREIA

Por unanimidade dos que usaram da palavra, “O agricultor nordestino já é penalizado com as secas constantes, o que prejudica a sua qualidade de vida e traz repercussões para a redução da expectativa de vida. Por isto, o agricultor tem que continuar tendo um tratamento diferenciado e a Reforma anunciada é uma ameaça aos direitos historicamente reconhecidos para o homem do campo”, advertiram.PUBLICO PRESENTE NA REUNIÃO

MULHERES REPRESENTANDO A CLASSE TRABALHADORA DE IBATEGUARA – AL.

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário