Home Alagoas Menina realiza sonho e abre biblioteca na zona rural do Sertão de Alagoas

Menina realiza sonho e abre biblioteca na zona rural do Sertão de Alagoas

Por Alagoas Brasil Noticias

 

 

 

Quem não se lembra do sonho da menina Ana Mell Rocha, que mora na cidade de Mata Grande, Sertão alagoano, de abrir uma biblioteca na casa onde mora, na zona rural do município, para atender crianças da cidade dela? Após uma aventura digna das melhores histórias contadas nas fábulas dos livros, o sonho virou realidade.

 

A biblioteca foi inaugurada nessa quarta-feira (12), com a presença de uma caravana de estudantes, cerca de 150 crianças, da Escola Lápis de Cor, onde Mell estuda. Os meninos tiveram acesso a parte do acervo da biblioteca, em um galpão ao lado da casa onde ela mora com a mãe, Alessandra Rocha, e com os avós, Genivaldo e Necy.

 

E parece que a biblioteca vai ter muitos visitantes pelos próximos anos. É que escolas do município estão sendo convidadas para conhecer o local, que já tem um programa de leitura voltado para as crianças. Os estudantes terão que escolher livros do acervo da Biblioteca da Mell para participar da troca de experiências adquiridas com o mundo dos livros.

Detalhe, o sonho da menina de montar toda essa estrutura é para incentivar a leitura sem cobrar nada por isso. Em entrevista ao TNH1, em 2015, Mell disse: “No sítio do meu avô tem um galpão e ele já deixou que eu fizesse a biblioteca. Eu vou deixar todo mundo pegar os livros emprestados e não vou cobrar nada para isso”, garantiu a pequena empreendedora cultural.

 

A História

 

A história Biblioteca da Mell começou com uma carta feita por ela para uma tia, onde a menina contava o sonho de incentivar a leitura na cidade onde mora. O TNH1 publicou uma matéria com a história que gerou uma grande comoção na população e nas redes sociais.

O desejo chamou a atenção do programa Caldeirão do Huck, da TV Globo, onde a menina participou do quadro “Agora ou Nunca” e ganhou o dinheiro para adquirir o mobiliário da biblioteca.

De lá pra cá, dois anos se passaram. O tempo foi necessário para a reforma do local onde a biblioteca está instalada. O teto e o piso foram os pontos mais críticos da reforma, feita com recursos da família e parte do valor adquirido no programa.

Os livros começaram a chegar de todo o Brasil, após a aparição dela no programa, e em vários pontos de coleta espalhados em Maceió. Foram tantos títulos – mais de 20 mil – que mais de 50% dos livros que foram doados ainda estão em caixas na casa da Mell, por falta de espaço físico para disponibilizar no acervo.

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário