Anadia/AL

24 de setembro de 2021

Anadia/AL, 24 de setembro de 2021

Renault Duster ganha câmbio CVT e controle de estabilidade para ‘reaparecer’; veja preços

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 27 de junho de 2017

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
control

SUV compacto, que já foi vice-líder em vendas no segmento, herda equipamentos do ‘irmão’ Captur para peitar os rivais.Por Gazeta Do Povo

 | Daniel Derevecki

Enquanto aguarda a mudança de geração, que estreia em setembro no Salão de Frankfurt mas ainda sem previsão para chegar ao Brasil, o Renault ganha melhorias para encarar a disputa acirrada no segmento de SUVs/ crossovers compactos. 

O modelo passa a contar com duas novas versões equipadas com o câmbio automático do tipo CVT (continuamente variável) associado à motorização 1.6 da família SCe (114 cv/ 120 cv – gasolina/etanol). 

Feito com bloco de alumínio, o propulsor traz a tecnologia ESM, que recupera a energia dos giros em desacelerações a fim de alimentar a bateria.

LEIA MAIS: Renault Captur ganha câmbio CVT e motivos para deslanchar nas vendas

O SUV compacto assim repete o que fez o irmão Captur, com quem compartilha plataforma e que chega às lojas nesta semana com este novo casamento.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2017/06/27/Automoveis/Imagens/Cortadas/Renault Duster CVT 1-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg

O Duster 1.6 CVT está disponível nas versões Expression, por R$ 73.490 e Dynamique, por R$ 78.990. Ambas R$ 5,5 mil mais caras do que as respectivas versões dotadas de transmissão manual. O propulsor 2.0 segue com o câmbio automático de 4 marchas, vendida por R$ 85.070, além da manual de seis marchas, com tração 4×2 ou 4×4.

Controle de estabilidade

As novidades não param por aí. As novas configurações vêm equipadas com assistente de partidas em rampa e controles de tração e estabilidade, itens de segurança que, curiosamente, não estão presentes nos acabamentos mais caros 2.0, nem como opcionais.

A transmissão X-Tronic CVT é a mesma do Captur e similar à do Nissan March, Versa e Kicks, porém com ajuste diferente. No caso da Renault, ela permite a troca sequencial de marchas, uma vez que há a simulação de 6 velocidades, o que não acontece na montadora japonesa.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2017/06/27/Automoveis/Imagens/Cortadas/Renault Duster CVT 3-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg

As versões entregam de série direção eletro-hidráulica, tecnologia Eco-mode (reduz o consumo de combustível em até 10%) e sistema de multimídia MediaNav com tela sensível ao toque, além de oferecer 475 litros de capacidade no porta-malas.

LEIA MAIS: Ford EcoSport reestilizado surge com novos motores e data de estreia

Com as novidades, a fabricante francesa espera retomar o bom volumes de vendas e viver algo parecido quando chegou a ser vice-líder do segmento. Hoje ocupa o sexto lugar no ranking dos mais emplacados, com 8.724 unidades até maio. Logo acima dele estão rivais diretos como Nissan Kicks (10.759)  e Ford EcoSport (10.914). 

Segundo a Renault, o Duster 1.6 CVT deve representerá 55% das vendas do modelo.

Veja como ficou a tabela do Renault Duster

VersãoPreço
1.6 Expression manualR$ 67.990
1.6 Expression CVTR$ 73.490 
1.6 Dynamique manualR$ 73.490 
1.6 Dynamique CVTR$ 78.990 
2.0 Dynamique manualR$ 84.120
2.0 Dynamique automáticoR$ 85.070 
2.0 Dynamique 4×4 manualR$ 86.620
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter