Home NotíciasPolicia Filha tentou evitar que a mãe fosse baleada pelo pai policial, aponta investigação

Filha tentou evitar que a mãe fosse baleada pelo pai policial, aponta investigação

Por Alagoas Brasil Noticias

A informação é do delegado Robervaldo Davino, do 6º Distrito Policial, que está com a investigação. Ele descobriu que a filha do casal segurou o braço do pai na tentativa de evitar os tiros, mas sem sucesso. Expedita foi baleada sete vezes e, ontem, morreu no Hospital Geral do Estado. O caso passa agora para a Delegacia de Homicídios.

O delegado, ainda dando andamento à investigação, ouve mais duas testemunhas na manhã desta quarta-feira. Ele revelou que conseguiu a prisão preventiva do PM, que estava foragido até a noite de ontem, quando se entregou no Quartel Geral, no centro.

Feminicídio

O crime pode ser classificado como feminicídio, de acordo com o chefe da Delegacia de Homicídios, Eduardo Mero. Isso porque o caso se enquadra em dois pontos, com base no Código Penal, que definem o feminicídio: violência doméstica e familiar e na presença de descendente da vítima, o que aumenta a pena em um terço até a metade.

A Corregedoria da PM vai abrir processo administrativo para apurar a situação do militar. “Ele será julgado na justiça comum e também será aberto um processo administrativo na Corregedoria. Após a conclusão, que deve acontecer dentro de 30 dias, o cabo poderá ou não ser expulso da corporação”, expôs Klinger Mário, corregedor da PM.

OFERECIMENTO:

ÁGUA MINERAL ONDA AZUL ! “ÁGUA BOA DE QUALIDADE”

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário