Home NotíciasPolitica Bolsonaro entra com pedido de impugnação de pesquisa Datafolha

Bolsonaro entra com pedido de impugnação de pesquisa Datafolha

Por Alagoas Brasil Noticias

Resultado de imagem para Bolsonaro entra com pedido de impugnação de pesquisa Datafolha

O deputado Jair Bolsonaro, pré-candidato à presidência pelo PSC, entrou com pedido no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para impugnação de pesquisa Datafolha, de intenção de voto, cuja divulgação está prevista para esta quarta-feira (31).

O pedido diz que o Datafolha atribui a Bolsonaro “a pecha de denunciado por enriquecimento ilícito”, embora ele não tenha sido alvo de ação do Ministério Público. Além disso, ele diz que a pesquisa levanta uma dúvida sobre a imparcialidade do Judiciário no caso da condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A defesa do deputado questiona a pergunta “Você tomou conhecimento sobre denúncias envolvendo o aumento do patrimônio da família do deputado Jair Bolsonaro desde o início da sua carreira política?”. Ela se refere a uma matéria da Folha de S. Paulo, que diz que Bolsonaro e seus filhos são donos de 13 imóveis com preço de mercado de pelo menos R$ 15 milhões.

“Pior do que a falsa afirmação é a constatação de que a pretensão do aplicador do questionário é tão-somente alegar que o representante foi denunciado, e não a obtenção da opinião do eleitor”, diz o pedido de impugnação.

O pré-candidato à presidência também diz que a pesquisa é tendenciosa em relação a Lula, por conta da pergunta: “Na sua opinião, o ex-presidente Lula: 1) sabia da corrupção em seu governo e deixou que ela ocorresse, 2) sabia da corrupção mas não poderia fazer nada para evitá-la ou 3) ele não sabia da corrupção em seu governo? 4) Não sabe”.

Segundo os advogados, a questão sugere que a condenação do petista se deu porque Lula permitiu que se praticassem atos de corrupção no curso do seu governo. “A sentença e o acordão condenatórios tratam de situação diversa, qual seja, a participação direta e o recebimento de benefícios pessoais em face de corrupção e outros ilícitos praticados pelo sujeito em questão. Todos esses fatos somados induzem ao abrandamento das condutas praticadas pelo Ex-Presidente, que emerge como vítima de um sistema parcial e perseguidor”, diz o documento.

FONTE: Infomoney

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário