Home Mundo Equipes de resgate recuperam caixa preta de avião que caiu no Irã

Equipes de resgate recuperam caixa preta de avião que caiu no Irã

Por Alagoas Brasil Noticias

Autoridades iranianas recuperaram, nesta segunda-feira (12), a caixa preta do avião particular turco que caiu no domingo (11) em uma região montanhosa no sudoeste do país.

A aeronave ia dos Emirados Árabes Unidos para Istambul e todas as 11 pessoas a bordo morreram. O avião pertence a uma companhia turca do empresário Huseyin Basaran e transportava 8 passageiros e 3 tripulantes, segundo anunciou o ministério de Transportes da Turquia.

De acordo com um comunicado da Organização de Aviação Civil Iraniana citado pela agência de notícias France Presse, o avião caiu às 18h09 (hora local, 11h39 em Brasília), pouco depois do piloto reportar “problemas técnicos” e pedir autorização para descida.

De acordo com autoridades dos Emirados Árabes Unidos, a aeronave não precisou de nenhum procedimento de manutenção enquanto estava em solo, no aeroporto de Sharjah. As causas do acidente ainda são desconhecidas, mas uma testemunha disse à TV estatal que viu a aeronave em chamas antes da queda.

A recuperação da caixa preta deve ajudar os investigadores a entender o que aconteceu. O equipamento registra os diálogos dentro da cabine de comando, as comunicações entre a aeronave e a torre de controle, assim como outros dados de voo.

 

Destroços do avião privado turco que caiu no Irã (Foto: Alireza Motamedi/Tasnim News Agency via AP)

Destroços do avião privado turco que caiu no Irã (Foto: Alireza Motamedi/Tasnim News Agency via AP)

Autoridades recuperaram os corpos de todas as vítimas na região da queda do avião, as montanhas de Zagros, perto de Shahr-e Kord, a 370 quilômetros de Teerã. As fortes chuvas e o difícil acesso à região imediram que helicópteros de resgate chegassem ao local no domingo.

Entre as vítimas do acidente está Mina Basaran, jovem de 28 anos filha de Basaran e sete amigas suas, que voltavam de de sua despedida de solteira. Segundo o jornal turco “Hürriyet”, seu casamento seria em abril.

As famílias das vítimas chegaram nesta segunda a Shahr-e Kord junto com diplomatas turcos, segundo a agência estatal IRNA. 

FONTE: G1 MUNDO

 

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário