Home Brasil Governo vai liberar dinheiro extra para o Rio, diz ministro

Governo vai liberar dinheiro extra para o Rio, diz ministro

Por Alagoas Brasil Noticias

Brasília — O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, anunciou neste domingo que o governo vai abrir um crédito extraordinário para liberar recursos para a segurança pública do Rio de Janeiro, com destinação de parte do dinheiro para o caixa do estado e outra parte para as forças federais de intervenção. Além disso, destinará também verba para o Ministério da Segurança Pública criado há cerca de um mês. Dyogo não adiantou valores, mas afirmou que as duas ações conjuntamente superarão R$ 1 bilhão. 

— É na casa de bilhão, mas acho precipitado adiantar valores porque os números estão sendo fechados — afirmou Dyogo, depois de se reunir com o presidente Michel Temer e outros ministros no Palácio da Alvorada.

O ministro do Planejamento afirmou que o governo terá até o fim desta semana para fechar os valores e mandar as propostas ao Congresso Nacional. No caso dos recursos do Rio, a liberação será por meio de Medida Provisória (MP), o que agiliza a liberação do recurso já que a MP tem força de lei após editada. Para viabilizar o dinheiro destinado ao Ministério da Segurança Pública, será enviado um projeto de lei ao Legislativo.

Além de Dyogo, reuniram-se com Temer os ministros Raul Jungmann (Segurança Pública), Torquato Jardim (Justiça), Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência), Eliseu Padilha (Casa Civil), Sérgio Etchegoyen (GSI). Como as duas medidas precisam da anuência do Congresso, o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), líder do governo na Câmara, também foi chamado ao encontro.

ORÇAMENTO DO MINISTÉRIO DA SEGURANÇA PÚBLICA

O ministro Raul Jungmann afirmou que o orçamento da sua pasta deve ser decidido nessa semana. A pasta recebeu parte da estrutura do ministério da Justiça, como a Polícia Federal, a Polícia Rodoviária Federal e o Departamento Penitenciário Nacional, mas não tem ainda nem uma sede definida.

A previsão inicial do Planalto era de que Temer estivesse no Rio nesse domingo, para debater in loco assuntos relacionados à intervenção. Após o assassinato de Marielle, porém, o presidente desistiu da viagem e ficou em Brasília no fim de semana. A reunião desta tarde não constava da agenda oficial de Temer nem dos ministros presentes.

Fonte: O Globo

PANIFICAÇÃO  IDEAL EM ANADIA, TRADIÇÃO E BOM GOSTO !

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário