Home Alagoas Autores de trote que deixou alunas do Ifal feridas foram identificados

Autores de trote que deixou alunas do Ifal feridas foram identificados

Por Alagoas Brasil Noticias

Foto: Cada minuto

O Instituto Federal de Alagoas (IFAL) já identificou os autores do trote que deixou duas estudantes  feridas, na última sexta-feira (16), no Campus Maceió. Em nota emitida,  a direção informou que  que vai apurar o caso e que os estudante envolvidos serão punidos.

O Instituto confirmou que as duas estudantes foram atingidas por uma substância dentro de uma sala de aula do bloco de Química. De acordo com informações de estudantes, o fato ocorreu por que a mistura continha amônia.

Em nota, o Ifal informou que “a gestão atendeu e acompanhou prontamente as alunas no setor médico. Os pais foram comunicados. Uma das alunas atingidas foi levada à Unidade de Pronto Atendimento – UPA e outra aluna aguardou a mãe no setor médico para levá-la ao Hospital Unimed”.

Ainda conforme a direção da unidade, os responsáveis pelos atos foram identificados e vão responder de acordo com as normas internas do Ifal. “(…) trotes e calouradas são proibidos pela Portaria nº 24, da Direção Geral do Campus Maceió, de 12 de fevereiro de 2016, que prevê a penalidade de expulsão de transgressores”.

“A gestão do campus reforça também que a prática de trote é forma de constrangimento tipificada como crime pelo artigo 186 do Código Penal, e que providências sobre o caso também serão solicitadas a autoridades competentes”, conclui o pronunciamento da direção da instituição.

CONFIRA A NOTA NA ÍNTEGRA:

Tendo em vista os fatos ocorridos na última sexta-feira, dia 16/03/2018, no Ifal Campus Maceió, onde existiram episódios de trotes violentos a estudantes, a gestão do Ifal Campus Maceió informa que, ao tomar ciência dos fatos ocorridos, direcionou pessoal para monitorar o pátio do Instituto. Cabe esclarecer que os fatos ocorreram em uma sala de aula do bloco de Química. A gestão atendeu e acompanhou prontamente as alunas no setor médico. Os pais foram comunicados. Uma das alunas atingidas foi levada à Unidade de Pronto Atendimento – UPA e outra aluna aguardou a mãe no setor médico para levá-la ao Hospital UNIMED. Enquanto aguardava, teve toda assistência médica. Também há relatos discentes de fatos de agressão ocorridos em ônibus escolar e no entorno do Campus, que também estão sendo apurados.

A gestão do Ifal Maceió repudia veementemente todos os fatos ocorridos e reafirma o compromisso com a comunidade acadêmica e a responsabilidade sobre a apuração dos fatos. Os responsáveis pelos atos de agressão foram identificados e responderão de acordo com os normativos discentes, visto que trotes e calouradas são proibidos pela Portaria nº 24, da Direção Geral do Campus Maceió, de 12 de fevereiro de 2016, que prevê a penalidade de expulsão de transgressores. A gestão do campus reforça também que a prática de trote é forma de constrangimento tipificada como crime pelo artigo 186 do Código Penal, e que providências sobre o caso também serão solicitadas a autoridades competentes.

Fonte: Cada Minuto 

 

 

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário