Home Geral Luciana e Manuela: Atentando não foi só contra Lula, mas contra a democracia

Luciana e Manuela: Atentando não foi só contra Lula, mas contra a democracia

Por Alagoas Brasil Noticias

Contra a escalada fascista, em defesa da democracia e do Estado Democrático de Direito

“Engana-se quem julga que se trata somente de um ataque ao Partido dos Trabalhadores e ao seu maior líder. Os tiros a caravana alvejam a democracia e ao que resta do Estado Democrático de Direito”, argumenta as líderes comunistas.

De acordo com a nota, os tiros que alvejaram o ônibus da caravana nesta terça-feira (27), no interior no Paraná, deram uma “feição de atentado político, “de emboscada”, quando dois ônibus que transportavam jornalistas e convidados foram atingidos por balas”.

“É inadmissível a leniência e a omissão dos governos estaduais e também do governo federal em garantir a segurança do ex-presidente e de sua comitiva, da qual também chegou a fazer parte a ex-presidenta Dilma Rousseff. As bárbaras agressões físicas e até armas de fogo tentam impedir o direito constitucional de ir e vir de dois ex-presidentes da República”, salienta a nota.

Para as líderes comunistas, as forças políticas que ocupam o poder após o golpe ganharam “caráter fascista” e “querem calar e até eliminar fisicamente quem pensa diferente”.

“Se não forem devidamente contidas e punidas como determina a Constituição Federal tentarão criar um clima de violência e polarização no processo eleitoral que apenas se inicia”, advertem em outro trecho da nota.

A nota conclama o pronto rechaço de todas as forças democráticas e progressistas contra tais violências de conteúdo político e exige “do governo federal e estadual, uma rigorosa e rápida apuração dos fatos ocorridos, com a punição na forma da lei dos responsáveis”.

“Estaremos hoje em Curitiba, repudiando a escalada fascista, defendendo a democracia e o Estado Democrático de Direito”, finalizam, se referindo ao ato de encerramento da caravana do ex-presidente que deve se transformar numa manifestação antifascista.

Confira a integra da nota:

Contra a escalada fascista, em defesa da democracia e do Estado Democrático de Direito

O Partido Comunista do Brasil repudia os atos de violência contra a caravana do ex-presidente Lula no sul do país ocorridos desde o seu início. Nesta terça-feira (27), no interior no Paraná, assumiu a feição de atentado político, “de emboscada”, quando dois ônibus que transportavam jornalistas e convidados foram atingidos por balas.

É inadmissível a leniência e a omissão dos governos estaduais e também do governo federal em garantir a segurança do ex-presidente e de sua comitiva, da qual também chegou a fazer parte a ex-presidenta Dilma Rousseff. As bárbaras agressões físicas e até armas de fogo tentam impedir o direito constitucional de ir e vir de dois ex-presidentes da República.

Forças políticas de caráter fascista – que vieram à tona no curso do golpe de agosto de 2016 -, querem calar e até eliminar fisicamente quem pensa diferente e, se não forem devidamente contidas e punidas como determina a Constituição Federal tentarão criar um clima de violência e polarização no processo eleitoral que apenas se inicia.
Engana-se quem julga que se trata somente de um ataque ao Partido dos Trabalhadores e ao seu maior líder. Os tiros a caravana alvejam a democracia e ao que resta do Estado Democrático de Direito.

Conclamamos pronto rechaço de todas as forças democráticas e progressistas contra tais violências de conteúdo político.

Exigimos do governo Federal e Estadual, uma rigorosa e rápida apuração dos fatos ocorridos, com a punição na forma da lei dos responsáveis.

Estaremos hoje em Curitiba, repudiando a escalada fascista, defendendo a democracia e o Estado Democrático de Direito.

Luciana Santos, Deputada Federal, Presidenta Nacional do PCdoB

Manuela D´Ávila, Deputada Estadual, pré-candidata à Presidência da República pelo PCdoB

 
Fonte: Portal Vermelho.
 
GLAUCO FARMA – A POPULAR DE ANADIA !

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário