meta trader conta demo xp investimentos é melhor operar opções binárias em dólar ou real qual o melhor robo para opções binarias empesas internacionais para investir em opções binárias curso opções binárias melhor curso corretoras de opçoes binarias eua facebook opçoes binarias melhores corretoras de opções binárias para traders money boys trading indicador forex maior trader de opções binárias prorrogar tempo opçoes binarias sinais de opçoes binarias gain acade kuvera automundo trade & investments ltd reclame aqui opções binárias financial news por que é possivel operar day trade na opção vendido best mobile forex trading platform forex trading free bonus no deposit
Home Geral Esquema na Assembleia: Comissionados de deputados ganhavam mais que ministros do STF

Esquema na Assembleia: Comissionados de deputados ganhavam mais que ministros do STF

Por Alagoas Brasil Noticias

Foto: Arquivo – Divulgação

Na ação de improbidade administrativa que tornou réus o conselheiro do Tribunal de Contas, Fernando Toledo, e o deputado Marcelo Victor, pelo desvio de dinheiro do contrato assinado entre a Caixa Econômica Federal e a Assembleia (para gerenciamento da folha de pagamento do legislativo estadual), o Ministério Público Estadual mapeou os caminhos do dinheiro. Milhões de reais que simplesmente evaporaram da conta pública da Assembleia.

O dinheiro deste contrato foi depositado em 3 de setembro de 2012: R$ 3.900.789,47. Os saques começaram no dia seguinte, conforme extrato bancário anexado à ação de improbidade.

Os maiores beneficiados foram os réus da ação: Fernando Toledo e Marcelo Victor.

Para o dinheiro chegar aos seus assessores, Toledo inventou folhas suplementares consideradas ilegais e indevidas pelo MP.

E distribuiu o dinheiro para 18 assessores. Eles receberam, ao todo, R$ 876.089,42.

O mais estranho é que, quem recebia a verba pública aos borbotões, eram pessoas em condições especiais.

Joana D’arc da Silva, por exemplo, recebeu R$ 104.993,77 da Assembleia, mesmo sendo beneficiária do Bolsa Família. Trabalhando no gabinete de Fernando Toledo, ganhava R$ 640,08. Numa jogada da Casa, recebeu em 1 mês, 100 vezes o valor do seu salário. Três vezes mais que um ministro do STF, o maior salário do país no funcionalismo público.

A filha dela, Iris da Silva Goveia, também recebeu R$ 104.993,97. Assim como o marido de Joana, Gildo Goveia dos Santos, R$ 65.274,69.

Conclui o MP: “Daí se conclui que, somente essa família, de perfil “Bolsa Família”, recebeu R$ 275.262,23 dos cofres da ALE.”

Marcelo Victor também usou a mesma estratégia de Fernando Toledo, segundo o MP. 24 assessores receberam R$ 1.161.363,64, incluindo o prefeito da cidade de Roteiro (na época), Wladimir Chaves de Brito: R$ 22.459,22.

Maria Silvania Gama Macedo, do gabinete de Marcelo Victor, recebeu R$ 51.249,63 em setembro de 2012.

Manoel Martiniano Ribeiro, secretário parlamentar do deputado, ganhou R$ 39.147,42 no mesmo mês e ano de Maria Silvania.

Fonte: Blog do Odilon Rios

PUBLICIDADE

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário