operando trade fazendo 300 reais por dia sem perder price action avançado opções binárias trading system opções binárias robo de opções binarias gratis iq option tipos de martelo opçoes binarias parabolic sar opções binárias qual o horario que posso começar a operar day trade assistente operações trade marketing operações normais e day tradi melhor curso opções binarias trade invest prestadora serviços ronald cutrim opçoes binarias trading commodities vs forex forex trading psychology pdf carteira recomendada para operar no day trade investimentos combinação binaria e segura como investir no dola atraves do trade
Home Mundo May diz que Reino Unido participou de ataque na Síria por interesse nacional e não devido a pressão de Trump

May diz que Reino Unido participou de ataque na Síria por interesse nacional e não devido a pressão de Trump

Por Alagoas Brasil Noticias

A decisão do Reino Unido de realizar ataques aéreos contra a Síria está relacionada com o interesse nacional do país, e não é resultado da pressão do presidente dos EUA, Donald Trump, disse a primeira-ministra Theresa May ao Parlamento nesta segunda-feira (16).

“Não fizemos isso porque o presidente Trump nos pediu, nós fizemos isso porque acreditamos que era a coisa certa a se fazer, e não estamos sozinhos. Há amplo apoio internacional para a ação que fizemos”, disse.

Ainda nesta segunda, o Reino Unido acusou a Rússia e a Síria de não permitirem a entrada da missão da Organização para a Proibição das Armas Químicas (Opaq) em Duma, cidade de Guta Oriental alvo de um suposto ataque com arma química do regime de Bashar Al-Assad. A Rússia nega que esteja impedindo.

“A Opaq chegou no sábado a Damasco. A Rússia e Síria não autorizaram ainda o acesso a Duma”, declarou no Twitter a embaixadora britânica em Haia (Holanda). O Kremlin afirma que a acusação carece de fundamento, segundo a France Presse.

Ataque e retaliação

O ataque em que o regime sírio teria utilizado armas químicas em Duma aconteceu em 7 de abril deixou 40 mortos e dezenas feridos. Em retaliação, EUA, França e Reino Unido lançaram 105 mísseis contra três alvos do programa de armamento químico na Síria na noite de sexta-feira (13) (horário de Brasília).

Os alvos atingidos pelo bombardeio dos EUA, França e Reino Unido foram o centro de Pesquisa e Desenvolvimento Barzah, nos arredores de Damasco, um armazém de armas químicas – em que os EUA acreditam que estavam estoques de gás sarin –, e uma base que também teria armas químicas, esses dois últimos em Homs.

Nesta segunda-feira, a Opaq deu início a uma reunião convocada em caráter de urgência, em Haia, sobre o suposto ataque químico de Duma. A reunião envolve o seu conselho executivo, que reúne 41 membros dos 192 países que integram a organização.

FONTE: G1

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário