home broker xp investimentos day trade grafico swing trading stocks vs forex a2 trader investimentos processos contra tiago abrantes opçoes binarias investing melhores corretoras e mais seguras de opções binarias video como ganhar nas opçoes binarias de forma consistente com quanto precisa investir trade quanto devo investir em opçoes para proteger minhas acoes técnicas para opções binárias segredo das opções binarias opçoes binarias é melhor que forex opções binárias em mt4 dinheiro opções binárias trader em opções binárias video opções binárias crypto trader operando muito além de bitcoin comportamento das velas opçoes binarias
Home Geral MPT ouve empresas que compravam farinha produzida sob trabalho escravo

MPT ouve empresas que compravam farinha produzida sob trabalho escravo

Por Alagoas Brasil Noticias

A partir das 9h desta terça-feira (8), o Ministério Público do Trabalho (MPT) começará a ouvir as empresas identificadas por comprar a farinha de mandioca produzida pelos trabalhadores encontrados em condições análogas à escravidão e em situação de trabalho infantil.

Os trabalhadores foram regatados durante força-tarefa realizada no dia 2 deste mês, no interior do estado.

As audiências acontecem nesta terça (8) e quarta-feira (9), na Procuradoria do Trabalho em Arapiraca (PTM).

PUBLICIDADE

Além das audiências com as distribuidoras do ramo alimentício, trabalhadores flagrados na operação também devem comparecer à PTM para os encaminhamentos de emissão de guia do seguro-desemprego e outros procedimentos relacionados ao resgate.

Segundo a assessoria do MPT, este é o maior resgate de trabalhadores encontrados em situação de trabalho análogo à escravidão no país.

Condições de trabalho

Durante uma fiscalização realizada nas casas de farinha em Feira Grande, os trabalhadores resgatados cumpriam jornada de trabalho excessiva, não tinham água potável disponível – trabalhadores ficavam sem água por horas – e também não tinham acesso a banheiros, já que o único disponível estava interditado.

A farinha de mandioca também era produzida sob condição de trabalho infantil – 13 adolescentes com idade entre 11 e 17 anos foram flagrados trabalhando. As informações foram repassadas pelo coordenador da operação, o auditor fiscal do Trabalho André Wagner.

Dentre as irregularidades, as máquinas utilizadas na fabricação da farinha de mandioca também ofereciam risco iminente de acidentes no local. Após o resgate, as casas de farinha foram fechadas. Este é o maior resgate de trabalhadores desde 2012.

Fonte: Cada Minuto

PUBLICIDADE

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário