dowload forex trading secrets free declarar operação day trade ferramentas opções binarias revelando opcoes binarias matriculas abertas como operar b3 na olymp trade como ganhar com opções binarias indicador de opções binarias e forex einstein operação de venda day trade modal mais forex trading with 3 moving averages time and trades como saber as operações do grande players investir em trade btc estrategia de investimento martin gail opçoes binarias darf day trade terra investimentos forex gold trading in dubai free forex trading account with real money plataforma tryd operar day trade como configurar robô manualmente opções binárias
Home Brasil GOLPE TRAZ DE VOLTA MORTALIDADE INFANTIL DEPOIS DE 13 ANOS DE QUEDA

GOLPE TRAZ DE VOLTA MORTALIDADE INFANTIL DEPOIS DE 13 ANOS DE QUEDA

Por Alagoas Brasil Noticias

O governo de Michel Temer, surgido do golpe que afastou a presidente Dilma em maio de 2016, é diretamente responsável pelo crescimento da mortalidade infantil no Brasil, depois de 13 anos consecutivos de queda acentuada, especialmente a partir da eleição de Lula.

PUBLIICIDADE

Em 2016, segundo dados oficiais do próprio Ministério da Saúde, o salto na mortalidade infantil foi de 11% para crianças entre um mês de quatro anos de idade. A doutora Fátima Marinho, que cuida dos dados no Ministério, avisa: os números de 2017 deverão ser ainda piores.

Os especialistas dá área são unânimes: a morte das crianças é consequência direta do corte de programas sociais decorrentes do golpe de Estado de 2015/2016. Temer, Eduardo Cunha, Fernando Henrique e Aécio Neves são culpados pela mortandade.

“A mortalidade pós-neonatal [a de um mês a quatro anos de idade], que é a mais sensível ao desenvolvimento social, está tendo um repique. Algumas dessas causas de morte mostram aumento em 2016 e projeta aumento para anos seguintes também.

PUBLICIDADE

Algumas são muito associadas à pobreza, por exemplo, as gastrointestinais, que vinham reduzindo fortemente, mas têm repique em 2016″, afirmou a doutora Fátima Marinho em reportagem no Valor Econômico.

Segundo o Ministério da Saúde, Observatório da Criança e do Adolescente (Fundação Abrinq), o professor Naércio Menezes, coordenador de Políticas Públicas do Insper, a pesquisadora Lena Lavinas, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) é a política social do golpe que está causando o aumento na mortalidade. Eles mencionam os seguintes eventos como especialmente danosos e causadores diretos da elevação da mortalidade:

PUBLICIDADE

1. Cortes em todos os programas especializados em assistência à saúde da mãe e ao aleitamento materno, como o Rede Cegonha;

2. Corte no Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae);

3. Corte de 1 milhão de famílias no Bolsa Família;

4. Corte no Mais Médicos;

5. Aumento nos preços do gás;

6. Aumento do desemprego.

Para o coordenador de políticas públicas do Insper, Naercio Menezes, o encolhimento de gastos sociais durante a crise econômica reflete decisões equivocadas a respeito das prioridades do gasto público, especialmente em tempos de recessão, quando a população vulnerável é a mais atingida. Ele destaca que, mesmo do ponto de vista fiscal, é muito mais eficiente e barato investir no desenvolvimento da primeira infância do que corrigir erros na população adulta, como déficit de educação e criminalidade. 

PUBLICIDADE

“O aluno vai repetir de ano, porque sobreviveu a condições muito precárias ao longo da vida. Aí, depois, chega no ensino médio e sai porque está muito velho, porque não acompanha.

Não consegue entrar no mercado formal, fica rodando entre o desemprego, entre ser ‘nem-nem’, e eventualmente acha que o crime vale mais a pena”, exemplifica o pesquisador.

Naercio explica que o resultado sobre a mortalidade é consequência direta das escolhas do governo do golpe.

Havia outras opções de cortes de gastos públicos para enfrentar a crise: “Mesmo em situação de crise, você tem que priorizar essa área [social] para evitar mais o problema futuro e tirar subsídios injustificados”. Ele diz que seria possível cortar o financiamento de dívidas tributárias, Refis e perdão da dívida rurais. Mas o golpe escolheu cortar dos mais pobres.

Fonte: Por 247

PUBLICIDADE

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário