como investir no trade estrategia opçoes binarias mais acertiva de todos os tempos bonus opções binarias 2018 xp investimentos trade hl corretora opçoes binarias opções binarias com bitcoins opera 5 mil em day trade preciso pagar 15 ir prop trading usa forex triding opçoes binarias hackeando opções binárias desert operation trade tool most successful forex trading system estrategia kamikaze opções binarias livro 5 mitos operações day trade pdf opções binárias probabilidade 30 segundos opções binárias, grupo do trader mini dolar cristiano investimento em valor
Home NotíciasPolicia Rapper alagoana é presa no interior de SE suspeita de matar e queimar desafeto

Rapper alagoana é presa no interior de SE suspeita de matar e queimar desafeto

Por Alagoas Brasil Noticias

Crédito: Cortesia

Duas mulheres acusadas de homicídio foram presas nesta segunda-feira (28), no município de Nossa Senhora do Socorro, interior de Sergipe. As suspeitas foram identificadas como Júlia Ramos Romero Menezes, de 30 anos, e a rapper alagoana Joane Caroline Silva de Solva, de 25 anos.

De acordo com a Polícia Civil de Alagoas, Júlia e Joane são suspeitas de assassinar Alexsandro Cássio dos Santos, de 26 anos, na cidade de Marechal Deodoro, no último dia 25 de fevereiro de 2018 e, desde então, estavam foragidas.

PUBLICIDADE

Quando o corpo de Alexsandro Cássio foi encontrado, apresentava buracos nas regiões das costas e a cabeça parcialmente carbonizada. O crime teria motivações passionais, uma vez que Alexsandro teria se envolvido em um triângulo amoroso com suas algozes.

Além das duas, foi preso também um jovem de 21 anos, que é fugitivo da Unidade Socioeducativa de Maceió e responde por crimes de tráfico de drogas e homicídio. Porém, não é comprovada a participação dele no homicídio.

Os três suspeitos foram trazidos para Alagoas e encaminhados para a Delegacia Regional de Arapiraca, onde prestam esclarecimentos ao delegado Thiago Prado, cuja equipe é responsável pela investigação quando estava lotada em Marechal Deodoro.

Em entrevista ao Alagoas 24 Horas, Thiago Prado informou que quando Júlia e Joane Caroline chegarem a Arapiraca, serão ouvidas pelo delegado e, em seguida, encaminhadas ao Presídio Feminino Santa Luzia, que fica localizado no Complexo Prisional, em Maceió.

Fonte: Via Alagoas/ ALAGOAS 24 HORAS

 

PUBLICIDADE

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário