Home » Pedro Parente pede demissão da Petrobras

Pedro Parente pede demissão da Petrobras

Por Alagoas Brasil Noticias

O presidente da Petrobras, Pedro Parente, pediu demissão na manhã desta sexta-feira (1º), dois anos depois de tomar posse como presidente da Petrobras.

Imediatamente após a notícia, as ações da estatal entraram em leilão na B3.  De acordo com comunicado da estatal, a nomeação de um CEO interino será examinada ao longo do dia pelo Conselho de Administração.

Ainda de acordo com o comunicado, a diretoria executiva da companhia não sofrerá qualquer alteração.

Aos 63 anos, Pedro Parente substituiu Aldemir Bendine, que renunciou ao cargo e depois foi preso por conta das investigações da Lava Jato.

O primeiro semestre de 2018 representou o pior momento de Pedro Parente à frente da estatal desde que assumiu o cargo. Diante da crise aberta pelas paralisações de caminhoneiros, a política de preços adotada há dois anos pela companhia, que dolarizou o preço dos combustíveis, passou a ser questionada e criticada. Em um mês, o preço do combustível foi reajustado 17 vezes.

Pedro Parente foi criticado por caminhoneiros e por políticos que pediram sua demissão. Apesar disso, o presidente Michel Temer (MDB) chegou afirmar, por meio de sua assessoria, que a permanência de Pedro Parente era fundamental no comando da Petrobras para dar continuidade ao processo de recuperação da saúde financeira da estatal.

Leia o documento da Petrobras na íntegra:

“A Petrobras informa que o senhor Pedro Parente pediu demissão do cargo de presidente da empresa na manhã de hoje. A nomeação de um CEO interino será examinada pelo Conselho de Administração da Petrobras ao longo do dia de hoje. A composição dos demais membros da diretoria executiva da companhia não sofrerá qualquer alteração. Fatos considerados relevantes serão prontamente comunicados ao mercado.”

Fonte: Por Tribuna Hoje/ Redação com agências

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário