Home » CSA sofre virada, perde para o Guarani e sente segunda derrota seguida em casa

CSA sofre virada, perde para o Guarani e sente segunda derrota seguida em casa

Por Alagoas Brasil Noticias

Mota falha e CSA sofre virada para o Guarani no Rei Pelé

O CSA foi derrotado de virada pelo Guarani-SP por 2 a 1, nesta terça-feira (5), no Estádio Rei Pelé. Esta foi a segunda derrota seguida em casa do CSA. Após fazer 1 a 0 com Rafinha, o time azulino sofreu a virada com gols marcados por Guilherme e Rafael Longuine.

Logo no começo do jogo, o goleiro azulino Alexandre Cajuru se machucou e Mota entrou na partida. O goleiro Mota falhou no gol da virada do Bugre.

Com a derrota, o CSA estacionou nos 18 pontos, mas manteve a segunda posição na tabela de classificação. Já o Guarani chegou aos 13 pontos, subiu três posições e agora é o oitavo colocado.

Na próxima rodada, o Azulão jogará o clássico com o CRB, no sábado (9), às 16h30, no Trapichão. Já o Guarani receberá o Vila Nova, também no sábado, no Brinco de Ouro da Princesa.

Imagem de Amostra do You Tube
 

CSA 1×2 Guarani-SP

O Jogo

O CSA começou atacando, buscando o jogo, tentando pressionar o Guarani. Logo aos 5 minutos, saiu a primeira finalização azulina com Didira. Mas, o camisa 19 bateu muito fraco facilitando a defesa do goleiro do Bugre, Bruno Brígido.

Apesar da tentativa maruja, o primeiro lance de grande perigo foi do Guarani. Xandão e Alexandre Cajuru se atrapalharam, a bola sobrou para Bruno Mendes abrir o marcador, mas Xandão conseguiu a recuperação e travou a finalização na última hora.

Lateral-esquerdo Rafinha comemora gol marcado em cobrança de falta

Depois em dois lances o CSA chegou. Aos 23 foi Daniel Costa que acertou um chute de fora da área e Bruno Brigído fez a defesa. Quatro minutos depois, o Azulão abriu o marcador. Rafinha cobrou a falta, a bola desviou em Edson Silva e traiu o goleiro do Bugre:

CSA 1 a 0.

O Guarani tentou responder. Aos 36 minutos, Pará cobrou a falta e de cabeça, Ricardinho quase empata para o Bugre. O time campineiro ainda teve uma oportunidade de empatar o jogo. Aos 51 minutos, Rafael Longuine bateu a falta, Mota deu o rebote e Everton Alemão quase mandou para as redes.

Virada do Bugre

Logo no começo do segundo tempo, Michel Douglas cabeceou após um cruzamento de Celsinho e Bruno Brígido fez uma linda defesa.

Guilherme vibra com o gol de empate do Bugre no Rei Pelé | Foto: Ailton Cruz

Em dois minutos, o Guarani reagiu e virou o marcador. Com 12 minutos, Guilherme recebe dentro da área e acerta um lindo chute, empatando o jogo: 1 a 1. 

Logo depois, com 14 minutos, foi a vez de Rafael Longuine. No lado do campo, ele acertou um chute improvável e como Mota estava adiantado, não conseguiu a defesa. Virada do Guarani: 2×1.

Desatento, goleiro Mota acabou surpreendido com chute de Longuine e não evitou a virada do Bugre

Tomando a virada, o CSA partiu para tudo ou nada e acabou se desorganizando. Isto proporcionou ao Guarani contra-ataques muito perigosos. Em pelo menos dois lances, o Bugre poderia ter aumentado. Sem conseguir criar situações dentro do jogo, as melhores oportunidades para o CSA pelo menos tentar o empate, foram em bolas paradas.

Sem efetividade, o CSA acabou derrotado, sofrendo a segunda derrota seguida em casa na Série B.

Ficha Técnica

CSA 1 x 2 Guarani

Campeonato Brasileiro – Série B – 9ª Rodada

Local: Estádio Rei Pelé (Maceió-AL)

Árbitro:  Andrey da Silva E Silva (CBF-PA)

Árbitro Assistente 1: Márcio Gleidson Correia Dias(CBF-PA)

Árbitro Assistente 2: José Ricardo Guimarães Coimbra (CBF-PA)

4º Árbitro: Hélder Brasileiro de Aquino (CBF-AL)

Cartões Amarelos: Barata (Guarani) Leandro Souza, Didira, Xandão (CSA)

Gols: Rafinha (CSA) 27 do 1 tempo; Guilhermer (Guarani) 12 , Rafael Longuine (Guarani) 14do 2 tempo

Equipes:

CSA: Alexandre Cajuru (Mota), Celsinho, Leandro Souza, Xandão e Rafinha; Edinho e Boquita (Pingo); Niltinho, Daniel Costa (Taiberson) e Didra; Michel Douglas

Técnico: Marcelo Cabo

Guarani: Bruno Brígido, Kevin, Everton Alemão, Edson Silva e Pará; Baraka, Ricardinho, Denner (Willian Oliveira) e Rafael Longuine; Guilherme (Kaique) e Bruno Mendes

Técnico: Umberto Louzer

Fonte: Gazeta Web

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário