baixar grafico para operar em trader quanto ganho com opcoes binarias horarios de operação opções binárias iron forex trading opçoes binaria e conciderado como jogo de azar trade brazil operador de turismo planilha para acompanhar opçoes binarias opções binárias oq apostas o que é corretora de opçoes binarias free online forex trading education como operar no olymp trade dicas para operar com a platadorma da olymptrade opções binárias robo opções binárias gotrade investir em opções binarias em portugal what kind of trade online investment forex chart trading price action opçoes binarias
Home Alagoas Economia alagoana cresceu 2,94%, aponta estimativa da Secretaria de Planejamento

Economia alagoana cresceu 2,94%, aponta estimativa da Secretaria de Planejamento

Por Alagoas Brasil Noticias

Após realizar e analisar levantamentos econômicos sobre Alagoas, a Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag) apresentou para a imprensa, nesta quarta-feira (13), os dados que compõem a estimativa trimestral do Produto Interno Bruto (PIB) alagoano para o ano de 2017. 

Em conformidade com o panorama atual da economia brasileira, que apresentou um leve crescimento de 1% na estimativa do PIB para o período, a estimativa de Alagoas registrou aumento de 2,94%. O índice acompanha o crescimento real da economia do Estado, por meio da evolução física de seus principais setores de atividade: agropecuária, indústria e serviços.

Segundo os dados, o Valor Adicionado (V.A.) para a agropecuária alagoana, que compreende o valor gerado com a atividade produtiva tendo subtraído o consumo intermediário, foi registrado uma alta de 19,91%. Para o País, o VA segundo o IBGE foi de 13,0%. 

“De modo geral, houve uma alta em algumas culturas deste setor em  2017. A laranja, por exemplo, registrou alta de 20,53%. Outras que se destacaram foram: o milho, com 454,43%, o fumo, com 239,10%, o abacaxi, com 119,04% e o feijão, com 118,98%. Tal panorama é explicado, sobretudo, pelas altas registradas nos cultivos desses itens”, explica o secretário titular da Seplag, Fabrício Marques Santos.

Ainda conforme a estimativa, o V.A do setor de Serviços, no período analisado, apresentou uma alta relativa de 1,83%. Isso se deu, principalmente, devido ao desempenho no subsetor de comércio, cujo resultado em 2017 foi de 7,06%.

“Alagoas se destacou bastante quando analisado o panorama econômico de Serviços. O comércio alagoano, por exemplo, foi destaque em 2017 e chegou a ter o segundo melhor desempenho do país”, ressalta Fabrício Marques Santos.

Indústria

Em contrapartida, o estudo apontou que no setor da Indústria houve uma redução em seu desempenho. Por conta de baixas nos subsetores como Construção Civil, Indústria Extrativista e Indústria de Transformação, o V.A deste setor registrou queda de 3,89%. A baixa também foi percebida em outros estados, a exemplo da Bahia, Pernambuco e Ceará.

“Esta queda é explicada pela conjuntura econômica atual que reflete na retração deste setor. Reduções do ritmo das obras colaboraram para a diminuição da atividade da indústria da Construção Civil, que apresentou resultados negativos de 8,00% em 2017. Citam-se ainda a queda nas produções de petróleo e gás natural, que afetaram o subsetor da Extrativa Mineral e a contração no subsetor da Indústria de Transformação, ocasionada pelas dificuldades no segmento sucroenergético do Estado”, aponta Marques.

Os dados completos da pesquisa, assim como outras informações acerca de índices sociais e econômicos alagoanos, encontram-se disponíveis para consulta no site www.dados.al.gov.br. Vale lembrar que os dados e resultados são preliminares e, por isto, estão sujeitos a retificações, quando o resultado das Contas Regionais definitivas em conjunto o IBGE forem divulgadas oficialmente. 

Fonte: Agência Alagoas
 

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário