por que trader gosta de operar o mini indice guia analise opções binárias guia completo de como ter sucesso nas operações day trade day trade como operar no grafico utilizando indicador online opçoes binarias quais as melhores corretoras para operar opções binárias forex trading taxation australia graficos para aposta em moedas operar trader como recolher o dartf nas operações de day trade o que opções binarias forex auto trading software oq é opções binárias opçoes binarias so erro as operações de day trade planilha opções binarias gratis iq option quem trabalha com opções binárias precisa declarar imposto como investir day trade na clear
Home Mundo Ex-funcionário da CIA é acusado de vazar dados ao WikiLeaks

Ex-funcionário da CIA é acusado de vazar dados ao WikiLeaks

Por Alagoas Brasil Noticias

Um ex-funcionário do serviço de espionagem cibernética da CIA foi indiciado na segunda-feira (18) por fornecer programas ao WikiLeaks, em um dos maiores vazamentos na agência nos últimos anos.

Joshua Schulte, de 29 anos, foi acusado de fornecer informações não específicas sobre a capacidade da CIA para coletar informações a um grupo identificado como “Organization-1”, que a divulgou na internet.

Embora os documentos judiciais não revelem detalhes, documentos anteriores apresentados pelo advogado de Schulte indicavam que a investigação envolvia o vazamento ao WikiLeaks do “Vault 7”, uma série de ferramentas de pirataria que inclui malwares, trojans e vírus utilizados pela CIA em suas operações de espionagem.

Em março de 2017 o WikiLeaks começou a divulgar 8.761 documentos do Vault 7, o que provocou embaraço na agência americana e forneceu aos hackers ferramentas iguais às utilizadas pelos espiões da CIA.

“A fonte quer iniciar um debate público sobre a segurança, criação, uso proliferação e controle democrático do armamento cibernético”, afirmou na ocasião o WikiLeaks.

A divulgação representou a revelação de um dos maiores segredos da principal agência americana de espionagem.

Desde então funcionários americanos afirmam que a divulgação do Vault 7, assim como a difusão de comunicações privadas da então candidata presidencial democrata Hillary Clinton em 2016, mostra que o WikiLeaks atua em favor de serviços estrangeiros de inteligência.

Schulte foi considerado suspeito desde o início da investigação, mas foi discretamente acusado em setembro de 2017 por armazenar pornografia infantil em seu computador.

 

Na segunda-feira, um júri o indiciou por 13 acusações relacionadas ao roubo e vazamento de informações consideradas secretas e pornografia infantil.

Schulte “traiu sua nação e pura e simplesmente violou os direitos de suas vítimas.”, disse William Sweeney Jr, diretor assistente do FBI.

“Como funcionário da CIA, Shulte jurou proteger seu país, mas o colocou em perigo ao transmitir informação confidencial”, completou.

Fonte: G1 Mundo

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário