Home NotíciasEsportes Com gol de Roberto Firmino, Brasil se classifica às quartas de final da Copa

Com gol de Roberto Firmino, Brasil se classifica às quartas de final da Copa

Por Alagoas Brasil Noticias

Com gol de Roberto Firmino, Brasil se classifica às quartas de final | Foto: Manan Vatsyayana/AFP

A Seleção Brasileira garantiu a classificação às quartas de final da Copa do Mundo da Rússia na tarde desta segunda-feira (02). O alagoano Roberto Firmino marcou o segundo gol, que garantiu a classificação brasileira em cima do México. Neymar marcou o primeiro gol. Brasil espera pelo resultado do confronto entre Bélgica e Japão para saber o adversário nas quartas de final.

A Seleção Brasileira garantiu a classificação às quartas de final da Copa do Mundo da Rússia na tarde desta segunda-feira (02). O alagoano Roberto Firmino marcou o segundo gol, que garantiu a classificação brasileira em cima do México. Neymar marcou o primeiro gol. Brasil espera pelo resultado do confronto entre Bélgica e Japão para saber o adversário nas quartas de final.

Os mexicanos entraram em campo com a proposta de povoar o setor defensivo e explorar os contra-ataques, especialmente as costas dos laterais brasileiros. A ideia deu certo nos primeiro minutos, mas aos poucos os comandados por Tite se impuseram até balançarem a rede com seu camisa 10, após ótima jogada de Willian. Na parte final, Neymar poderia ter feito outro, mas após defesa do goleiro Ochoa, Firmino aproveitou o rebote e mandou a bola para o fundo da rede.

Firmino recebe de Neymar e empurra para o fundo da rede

FOTO: GAZETA PRESS

 

Mais marcado do que nas partidas pela primeira fase, quando foi o principal jogador do Brasil, Philippe Coutinho não conseguiu se destacar, mas Willian, apagado e criticado até então, partiu mais vezes para o mano a mano, criou bastante e foi coroado com a assistência para Neymar. O astro do Paris Saint-Germain ainda não brilhou com dribles, mas foi eficiente.

Sempre presente nas quartas desde 1994, a seleção espera agora o vencedor do jogo entre Bélgica e Japão, que acontecerá ainda hoje, na Rostov Arena. O confronto que valerá vaga nas semifinais está marcado para a próxima sexta-feira, na Kazan Arena, e o técnico Tite não poderá contar com o volante Casemiro, que recebeu o segundo cartão amarelo.

Ao México, resta lamentar a sétima eliminação consecutiva nas oitavas. A ‘Tri’ teve a chance de escapar do Brasil sendo líder do grupo F, mas perdeu para a Suécia por 3 a 0 na última rodada da chave, teve a maior vencedora da história dos Mundiais pela frente e não resistiu.

A seleção brasileira teve como única alteração em relação à vitória sobre a Sérvia por 2 a 0 da última quarta a entrada de Filipe Luís na lateral esquerda no lugar de Marcelo, que no jogo anterior sofreu um espasmo nas costas e ficou no banco. Recuperado de um problema no quadril, o lateral-direito Danilo também foi reserva, e Fagner começou jogando novamente.

Neymar e Gabriel Jesus na disputa pela bol dao 1º gol

FOTO: GAZETA PRESS

 

No México, Juan Carlos Osorio não contou com o zagueiro Moreno, suspenso, e o substituiu por Ayala. Além disso, em uma troca mais conservadora, o ex-treinador do São Paulo mandou a campo o experiente zagueiro e volante Rafa Márquez, de 39 anos, na vaga do meia Layún, que substituiu o veterano no intervalo.

A representante da Concacaf apertava a saída de bola a partir da intermediária de ataque, mas quem errou passe na retaguarda primeiro foi Ayala. Neymar dominou e chutou de fora para defesa estranha, mas eficiente, do goleiro Ochoa, aos quatro minutos.

O começo de jogo foi nervoso, com erros de passes e alguns escorregões dos dois lados. O México exercia certo domínio e desceu com perigo aos 14. Lozano driblou Filipe Luís na ponta direita e cruzou fechado, mas ‘Chicharito’ estava longe da pequena área e não conseguiu completar.

Sufocado até então, o Brasil enfim conseguiu incomodar aos 24, em bola recuperada por Filipe Luís na esquerda. Neymar encarou a marcação, deixou dois na saudade e chutou por baixo, mas Ochoa defendeu. Um minuto depois, houve bate-rebate na área, Neymar recolheu e rolou para Philippe Coutinho, que encobriu o travessão.

A seleção brasileira ia se soltando, e o gol quase saiu aos 32. Gabriel Jesus recebeu de Coutinho na esquerda da área, carregou e bateu para defesa com o pé de Ochoa. No rebote, apesar da disputa, a defesa fez o corte. Mais tarde, aos 40, Willian cruzou por baixo, mas Jesus perdeu no corpo para o defensor, e o goleiro mexicano segurou outra.

Embora o México tenha voltado para o segundo tempo com uma formação mais ofensiva com a entrada de Layún, quem esteve mais solto em campo foi o Brasil. Aos dois minutos, Philippe Coutinho partiu para uma jogada individual, limpou dois marcadores e chutou, mas Ochoa espalmou. A ‘Tri’ respondeu em um contra-ataque perigoso aos quatro, com Gallardo, que poderia ter tocado para Lozano, mas arriscou de longe e cedeu tiro de meta.

Jogadores brasileiros em comemoração ao primeiro gol do Brasil

FOTO: GAZETA PRESS

 

Trocando passes com calma, mas sem burocracia, o Brasil abriu o placar aos seis minutos. Coutinho tocou de calcanhar para Willian, que entrou por dentro, invadiu a área e cruzou rasteiro para que Neymar completasse de carrinho e marcasse.

Como esperado, o México abriu mais o time para tentar o empate. O Brasil tentou se aproveitar e teve uma chance aos 14, em passe de Fagner para Paulinho, que encheu o pé, mas Ochoa fez linda defesa. Na resposta mexicana, aos 16, a linha de passe funcionou até chegar a Vela, que chutou, e Alisson enfim apareceu, mandando a bola para escanteio.

Criticado durante toda a fase de grupos, Willian fazia grande partida e se apresentou novamente no ataque aos 22, ao carregar a bola sozinho do meio para a esquerda até tocar para Neymar. O camisa 10 demorou a definir e foi bloqueado, ganhando escanteio. Na sequência, aos 29, o próprio Willian foi acionado na direita e bateu de fora da área, mas Ochoa pegou.

A partir de então, os brasileiros passaram a marcar forte à frente da área, esperando a chance de contra-atacar. Nisso, brilhou a estreia de Tite, já que quem “matou” o jogo foram dois reservas. Fernandinho recuperou no campo de defesa, puxou o contragolpe e deu para Neymar. O atacante arrematou, o goleiro defendeu com o pé, e Roberto Firmino conferiu no rebote, aumentando a vantagem e selando a classificação.

FICHA TÉCNICA

BRASIL 2 x 0 MÉXICO

Local: Arena Samara, em Samara (RUS)

Data: 2 de julho de 2017, segunda-feira

Horário: 11h (de Brasília)

Gols:

Neymar, aos 5 minutos do 2º Tempo, e Firmino, aos 42 minutos do 2º Tempo

BRASIL: Alisson; Fagner, Thiago Silva, Miranda e Filipe Luís; Casemiro; Willian (Marquinhos), Paulinho (Fernandinho), Coutinho (Firmino) e Neymar; Gabriel Jesus

Técnico: Tite

MÉXICO: Ochoa; Alvarez (Jonathan dos Santos), Ayala, Salcedo e Gallardo; Rafael Marquez (Layun), Herrera e Guardado; Vela, Chicharito Hernandez (Gimenez) e Lozano

Técnico: Juan Carlos Osorio

Fonte: Gazeta Web

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário