ma opçoes binarias indicadores de preco opções binárias como operar.com banca baixa full trader como o melhor trader de opçoes binarias operar trading forex como funciona como operar sqing trade na clear empresas de opcoes binarias olymp opções binarias trader club.camisa investimento operando day trade mini indice opcões binárias tutorial opções binárias iq option tipo de operação day trade ou posicao melhores indicadores para opções binarias atlas international trade & investments alguém realmente ganha dinheiro com opções binárias estratégias para investir no olymp trade
Home NotíciasSaúde Justiça manda Estado de Alagoas fornecer medicamento a paciente com câncer

Justiça manda Estado de Alagoas fornecer medicamento a paciente com câncer

Por Alagoas Brasil Noticias

Foto: Reprodução

O desembargador Celyrio Adamastor Tenório Aciolly, do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL), determinou que o Estado forneça dois frascos mensais do medicamento Bevaczumabe a um homem com câncer de cólon metastático. A decisão foi publicada no Diário da Justiça Eletrônico dessa quinta-feira (4).

Na ação, a Defensoria Pública alegou que a medicação não é disponibilizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e que não há outra droga apta para substituí-la. Afirmou também que o paciente já realizou tratamento paliativo por 12 ciclos, no entanto a doença evoluiu com progressão para o osso. Foi dado início a uma segunda linha paliativa e o paciente encontra-se no segundo ciclo do tratamento com o medicamento Bevaczumabe.

PUBLICIDADE

Em sua decisão, o desembargador ressaltou que o Estado não pode se restringir ao fornecimento do tratamento discutido, nem dificultar o acesso à saúde, principalmente a população de baixa renda. Entretanto, o paciente terá que apresentar, a cada seis meses, um laudo atestando a necessidade da continuidade do tratamento.

“Os documentos acostados aos autos comprovam a necessidade de fornecer o medicamento em virtude do grave estado de saúde do peticionário, que corre o risco de ter seu bem maior, que é a vida, ceifada, caso não concedida a tutela de urgência pleiteada. O requerente possui 58 anos de idade, sendo portador de câncer de colón metastático para fígado e peritônio, que evoluiu para o osso, provocando diversas complicações como dores e limitações, acarretando progressivo prejuízo em sua saúde e atrapalhado sua vida cotidiana”, reforçou o desembargador.

Fonte: Alagoas web

 

PUBLICIDADE

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário