Home Municípios Sítios arqueológicos em Pão de Açúcar serão destinos para aulas de campo da rede municipal

Sítios arqueológicos em Pão de Açúcar serão destinos para aulas de campo da rede municipal

Por Alagoas Brasil Noticias

Um ambiente que viria a ser área de extração de minérios em Pão de Açúcar acabou sendo tombado, em 2012, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) por guardar um importante registro de povos pré-históricos da região. Trata-se de um do Sítio Arqueológico da Pedra do Sapo, localizado no Sítio Bom Nome, há cerca de 60 minutos da Zona Urbana, esse é apena um dos 11 sítios existentes em Pão de Açúcar. 


Nesta semana, equipes da coordenação da Educação no Campo, da Secretaria Municipal da Educação, e a diretoria do Meio Ambiente, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Agricultura e Recursos Hídricos, realizaram uma visita técnica visando o local como uma fonte de riquíssimas informações a serem trabalhadas em sala de aula.

Segundo a coordenadora da Educação Ambiental, Jordana Tenório, o local deve ser utilizado como um recurso educacional pelos professores da Rede de Educação. “Os professores devem ser incentivados a usar esse lugar como uma fonte riquíssima de informações sobre os povos que habitaram nesse lugar, pois está tudo registrado nas pinturas rupestres. Sem falar do bioma a ser apreciado, estudado e conservado” disse.

PUBLICIDADE


Ainda de acordo com a coordenadora, o sítio arqueológico, embora repleto de valor simbólico e cultural e seja tombado pelo IPHAN, não recebia a atenção necessária. Durante a visita, foram encontrados focos da ação predatória do homem, como lixo e desmatamento. A coordenadora da Educação no Campo aponta que o local também tem potencial para ser mais um atrativo turístico de Pão de Açúcar.

“Nos próximos dias reuniremos os professores da rede municipal, primeiramente os das áreas de Geografia, História e Ciências. Depois a intenção é articular em conjunto com o IPHAN para impedir a degradação. Futuramente o local tem tudo para ser aberto a visitações, porém necessitamos de fiscalização e dos seus devidos cuidados, isso já esta sendo tratado pela equipe de governo do prefeito Flavinho Almeida que tem dado total apoio e dedicação com as atividades educacionais e turísticas do nosso município”, disse.

Também participaram da visita os coordenadores da Educação no Campo, Pedro dos Anjos e Oscar Santos, e Neto Gusttavo, diretor de Meio Ambiente da Semagri.

Fonte: Cada Minuto

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário