mercado de opções binárias horario os melhores trader para operar para terceiros a2 trader vale a pena investir imposto de renda opções binárias moeda real golpe invest trade workshop opçoes binarias é facil ganhar dinheiro com opções binárias tecnica estocástico opçoes binarias planejar opções binárias curso opções binárias melhor curso planilha acompanhamento operações day trade horario de abertura do mercado financeiro opções binárias operar trade é ilegal infomoney investimentos opções binárias quantas operações posso fazer no day trade no dia fazer um setup opçoes binarias qual o melhor horário para opções binarias
Home Alagoas JHC participa e apoia ato público em favor do Fundef em Maceió

JHC participa e apoia ato público em favor do Fundef em Maceió

Por Alagoas Brasil Noticias

(Imagem: Divulgação)

O deputado JHC, coordenador nacional de Fiscalização dos Recursos (atrasados) do Fundef, esteve presente, na manhã desta segunda-feira (16), no ato público em favor da garantia da destinação dos 60% dos recursos dos precatórios do extinto Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef) para os profissionais da área.

Assim como JHC, que prestou apoio à luta, a manifestação contou também com a presença de vereadores de alguns municípios, além de diretores da executiva estadual, representando o Sindicato dos Trabalhadores da Educação de Alagoas (Sinteal).

O ato público contou com a participação de cerca de 4 mil profissionais da educação de 27 municípios alagoanos, que se concentraram, logo cedo, na Praça do Centenário, e depois seguiram em caminhada de protesto e reivindicação até à sede do Tribunal de Contas da União (TCU), também no bairro do Farol.

A luta dos trabalhadores do magistério ganha mais força apesar do parecer desfavorável dado, recentemente, pelo Tribunal de Contas da União contra a categoria. Para o diretor do Sinteal, Lucas Soares, “nossa luta está ganhando unidade e crescendo a cada dia, inclusive com apoio de parlamentares. Vamos continuar a pressão democrática sobre todos os órgãos envolvidos, especialmente o TCU, que deu um parecer absurdo contra os profissionais do magistério, impedindo-os de receber o que lhes é de direito, ou seja, que sessenta por cento dos recursos sejam destinados ao pagamento aos professores”.

O deputado JHC, coordenador nacional de Fiscalização dos Recursos (atrasados) do Fundef, esteve presente ao ato público prestando apoio à luta, e a manifestação contou também com a presença de vereadores de alguns municípios.

Reunião no TCU

Uma comissão de lideranças e da base da categoria foi recebida pelo secretário de Controle Externo do TCU em Alagoas, Claudivan da Silva Costa, recebendo deste a informação de que a decisão do TCU ainda não é definitiva, mas disse que, atualmente, a Medida Cautelar impede que precatórios sejam empregados para pagar servidores públicos.

O diretor do Sinteal Edilton Dantas fez uma intervenção solicitando que as pessoas envolvidas no caso pelo TCU façam “uma reflexão sobre a situação, para constatar que o parecer foi construído a partir de uma interpretação equivocada, que esperamos seja revista e anulada”.

O secretário de Controle Externo informou que a instituição irá ouvir os órgãos que tenham competência e interesse na decisão, a exemplo do Ministério da Educação (MEC), para que essas avaliações possam ser úteis para a decisão em caráter definitivo do TCU. Claudivan Costa informou à comissão de trabalhadores e lideranças sindicais que auditorias foram iniciadas objetivando investigar a destinação desses recursos. Ele prometeu que repassará à presidência nacional do TCU as observações e o posicionamento dos trabalhadores da educação e de suas entidades em Alagoas.

Fonte: Alagoas Alerta

 

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário