graficos opções binarias stockpar opçoes binarias iq option opções binárias download tempos de vela opções binárias declarar operações day trade índice e dolar https ativa investimentos day trade 02 05 2019 home broker xp investimentos day trade grafico revelando opcoes binarias matriculas abertas top 10 forex trading platforms como ser operador de trader optionbr1 como criar um expert advisor para opções binárias investir na fox trader é pirâmide compare forex trading platforms australia opções binárias oq apostas planilha de investimento day trade como operar na bolsa em swing trad
Home PLANTÃO DE NOTÍCIAS MPT instaura inquérito contra 68 empresas em Alagoas por descumprirem cota de aprendizagem

MPT instaura inquérito contra 68 empresas em Alagoas por descumprirem cota de aprendizagem

Por Alagoas Brasil Noticias

Assessoria

O Ministério Público do Trabalho (MPT) em Alagoas instaurou inquérito civil, nesta quinta-feira, 19, para buscar a responsabilização de 68 empresas em Alagoas que insistem em descumprir a cota de aprendizagem profissional. A lei de aprendizagem (10.097/2000) prevê que estabelecimentos de qualquer natureza são obrigados a empregar entre 5% e 15% dos trabalhadores existentes, cujas funções demandem formação profissional.

A representação foi instaurada após relatório enviado pela Superintendência Regional do Trabalho em Alagoas (SRT/AL), apontando empresas dos setores da indústria, comércio e serviços que estão descumprindo a referida norma. A procuradora do MPT Virgínia Ferreira, responsável por determinar a abertura do inquérito, ressaltou a importância da contratação de jovens aprendizes como ferramenta de transformação socioeconômica. “A aprendizagem é importante instrumento para inserção adequada e lícita de nossos adolescentes no mercado de trabalho e a qualificação profissional, aliada à educação, é essencial para o rompimento do ciclo da miséria que tanto aflige nossa sociedade”, disse Virgínia.

PUBLICIDADE

De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), Alagoas registrou, no primeiro trimestre deste ano, o segundo pior índice do país referente à contratação de aprendizes pelas empresas. De janeiro a março, o estado possuía um potencial de contratação de 8.655 jovens aprendizes – considerando a cota mínima de 5% -, mas apenas 548 vagas foram preenchidas, o equivalente a apenas 6,33% de contratações.

Com a instauração do inquérito, todas as empresas deverão ser notificadas a demonstrar o cumprimento da cota mínima. No curso das investigações, o Ministério Público do Trabalho deverá buscar a resolução das irregularidades de forma administrativa, através de assinatura de Termos de Ajustamento de Conduta. Caso não se resolva dessa forma, o Poder Judiciário Trabalhista será acionado, para que a lei seja efetivada.

Fonte: Alagoas web

 

 

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário