opções binarias minhateca alavancagem opções binarias operando trader de forma simples opções binárias valor diferença entre forex ou opções binárias negociaçoes com opções binárias jtm opções binarias operando forex na olymp trade tipos de analise de investimento para operações no day trade baixar planilha excel opçoes binarias quanto de dinheiro preciso para operar day trade operando leiao day trader opções binárias zonas fortes indicadores para opções binárias metatrade grátis opções binárias e forex indicador ultra win 2019 download existe empresa de investimentos de trade seria opções binárias brasil
Home Brasil Trio acusado de matar Vitória vai para prisão de famosos no interior de SP

Trio acusado de matar Vitória vai para prisão de famosos no interior de SP

Por Alagoas Brasil Noticias

O trio preso sob a acusação de sequestro e morte da estudante Vitória Gabrielly Guimarães Vaz, 12, foi transferido nesta sexta (20) para o sistema carcerário de Tremembé (147 km de SP), segundo a SAP (Secretaria da Administração Penitenciária). Eles negam o crime. 

O delegado seccional de Sorocaba, Marcelo Carriel, diz que as duas unidades em Tremembé para onde os três presos foram transferidos são “mais seguras”. Explicou que, pelo fato do trio ser acusado pela morte de uma criança, precisa ter “a segurança garantida”. 

Em Tremembé estão criminosos conhecidos, como Alexandre Nardoni, acusado da morte da filha Isabella, e Lindemberg Alves, pela morte da namorada Eloá Pimentel.

O corpo da jovem, desaparecida em 8 de junho, foi encontrado oito dias depois na zona rural de Araçariguama (53 km de SP). A última vez que Vitória foi vista com vida é em imagens de câmeras de segurança em uma rua perto do ginásio.

Segundo a denúncia do MP, os três suspeitos presos “são incapazes” de conviver em sociedade e contam “com traços de personalidade animalesca” pelo fato de sequestrar e matar Vitória Gabrielly, “mesmo sabendo que [ela] não possuía nenhum vínculo com a situação que pretendiam ‘resolver'”.

Laudo da perícia feita pelo IML (Instituto Médico Legal) determinou que a jovem foi morta por asfixia provocada por esganadura, de forma violenta.

A situação mencionada seria uma dívida de drogas que os serventes de pedreiro Julio Cesar Lima Ergesse, 24, Bruno Marcel Oliveira, 33, e a faxineira Mayara Borges de Abrantes, 24, pretendiam cobrar em Araçariguama, segundo registrado no relatório final da Polícia Civil, concluído no último dia 6.

Fonte: Folha Press
 

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário