Home NotíciasPolitica Sete candidatos disputam duas vagas ao Senado em Alagoas

Sete candidatos disputam duas vagas ao Senado em Alagoas

Por Alagoas Brasil Noticias

Se a disputa pelo Governo do Estado ganhou ares competitivos apenas no último domingo (5), último dia para realização das convenções partidárias, a para o Senado já vem a algum tempo sendo jogado intensamente. Nomes foram lançados, especulados, retirados e confirmados. O saldo é de sete candidaturas para duas vagas na chamada “Câmara Alta”.

O saldo das convenções partidárias em Alagoas, em relação às candidaturas ao Senado, é: Renan Calheiros (MDB) e Benedito de Lira (PP) tentam se reeleger; Rodrigo Cunha (PSDB) e Maurício Quintella (PR) correm para surpreender os prognósticos mais conservadores e “filar” uma das duas vagas; entre os partidos e coligações menores, PSOL e PCB apresentam os professores universitários Cícero Albuquerque e Osvaldo Maciel, respectivamente; já o PSL tem como candidato o policial federal Flávio Moreno.

POR FORA

O deputado estadual Rodrigo Cunha pretende fazer sua campanha ao Senado por fora da campanha geral da coligação encabeçada pelo senador Fernando Collor. À Tribuna, ele reafirma ser um político que busca independência. “Quem acompanha minha vida pública e, principalmente, meu mandato, sabe que sempre busquei coerência e uma total independência. Então, minha campanha será focada nisso. Farei minha campanha ao Senado, que é duríssima, e não irei contra aos outros e sim ao que as pessoas pedem. Será difícil conseguir volume suficiente para que Alagoas saiba que há opção. Já sabia que seria assim desde o início”, diz o tucano, um dos nomes ausentes na convenção que indicou Fernando Collor como candidato ao Governo do Estado.

Rodrigo Cunha comentou a nova tentativa de fazê-lo migrar da disputa ao Senado para o Palácio República dos Palmares.

“Houve [tentativa], novamente, para que eu aceitasse a qualquer custo ser candidato ao Governo do Estado. Ideia totalmente descartada e que dificultaria muito minha independência, que sempre busquei”, diz.

A primeira suplente de Rodrigo Cunha é Eudócia Caldas (PSB), ex-prefeita de Ibateguara e mãe do deputado federal João Henrique Caldas – JHC –, presidente do PSB em Alagoas.

O PSB, por sua vez, definiu não lançar candidaturas majoritárias em Alagoas e compor a coligação capitaneada pelo PSDB e pelo PP no estado. Também fazem parte da frente o PTC, PROS e DEM.

Fonte: Diário Arapiraca 

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário