Home NotíciasPolicia Preso homem que atirou contra guarnição da GCM durante perseguição após roubo de moto

Preso homem que atirou contra guarnição da GCM durante perseguição após roubo de moto

Por Alagoas Brasil Noticias
Disparo quase atingiu gcm na cabeça; segundo envolvido permanece foragido
 
Uma ação conjunta envolvendo as Guardas Municipais de Teotônio Vilela e Campo Alegre (Distrito de Luziapolis), resultou na prisão de um homem envolvido em um assalto na cidade de Teotônio Vilela.

Após roubar uma motocicleta e aparelhos celulares em uma oficina mecânica na quinta-feira, dia 09, no bairro Sebastião Vilela, os criminosos fugiram tomando como destino o Distrito de Luziapolis, em Campo Alegre.

Um alerta com a destruição da dupla foi emitido pela polícia a toda região e a GCM de Luziapolis saiu na captura dos criminosos, que foram localizados e reagiram a prisão atirando contra a viatura ocupada pelos agentes de segurança.

O disparo de arma de fogo transfixou um dos vidros do carro e atingiu o apoio de cabeça do motorista, que por muito pouco não foi baleado. A bala ainda atingiu o para-brisas dianteiro do veículo e os estilhaços de vidro provocaram ferimentos em um dos guardas.

A dupla acabou abandonando a moto e conseguiu fugir através de uma região de mata, mas o veículo foi recuperado.

Com informações das vítimas e, após rastrear um dos aparelhos celulares roubados, a GCM de Teotônio Vilela identificou e prendeu, nesta sexta (10), um dos envolvidos no assalto, o acusado foi identificado apenas por ‘Uel’. 

De acordo com a Guarda Civil, o homem foi ouvido e confessou participação no crime. Ele ainda delatou de quem adquiriu a arma usada no assalto, dizendo que foi alugada, além de apontar quem seria o segundo assaltante.

Com novas informações, a GCM localizou a pessoa que alugou a arma, um menor de 17 anos, que foi detido com 47 bombinhas de maconha. 


‘Uel’, também conhecido como ‘Lagrima’, ostenta uma tatuagem de três lagrimas abaixo do olho esquerdo, segundo declarações dele a polícia, a figura é uma lembrança de três pessoas de sua família que já morreram. Já para os comparsas, as lagrimas simbolizam três homicídios que o rapaz teria cometido.

O jovem (Uel), que não teve o nome e idade revelado, deixou a prisão a apenas cinco meses, ele cumpriu 9 meses de detenção por tráfico de drogas. A polícia procura agora o segundo envolvido no crime.

 
Fonte: Alagoas Web 
 
  •  
  •  
  •  
 

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário