Home NotíciasPolitica Dez presidenciáveis se registraram no TSE para disputar Eleição 2018

Dez presidenciáveis se registraram no TSE para disputar Eleição 2018

Por Alagoas Brasil Noticias

Três candidatos ainda precisam se registrar

Divulgação / Tribunal Regional Eleitoral

A poucas horas do fim do prazo, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) já recebeu dez registros de candidaturas nesta quarta-feira (15) para a corrida presidencial deste ano. Os nomes que pretendem concorrer à Presidência têm até às 19h desta quinta para se registrarem

Os candidatos que já registraram candidatura foram: Alvaro Dias (Podemos), Cabo Daciolo (Patriota), Ciro Gomes (PDT), Geraldo Alckmin (PSDB), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB), Jair Bolsonaro (PSL), João Amoêdo (NOVO), Marina Silva (REDE) e Vera Lúcia Pereira da Silva Salgado (PSTU).

PUBLICIDADE

Dos 13 candidatos definidos nas convenções partidárias, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), João Vicente Goulart (PPL) e José Maria Eymael (DC) faltam registrar a candidatura. 

As convenções determinaram 14 candidatos, mas a deputada federal Manuela D’Ávila (PCdoB) desistiu da candidatura para sair como vice na chapa do PT. 

Registro no TSE

O registro dos candidatos serve para que o TSE possa avaliar se o candidato está apto ou não para participar da corrida eleitoral. O procedimento é aplicado para as eleições no âmbito federal, estadual e municipal. Os nomes que não preencherem o registro dentro do prazo ficam fora da eleição. 

Os candidatos precisam informar dados pessoais, como CPF e grau de escolaridade, e declarar bens. Todas as informações são públicas e ficam disponíveis no site do TSE. 

Propaganda eleitoral

A propaganda eleitoral começará nesta quinta-feira (16), em comício, carreata, distribuição de material impresso e propaganda na internet, desde que não paga, como sites próprios. Pela legislação, o uso de auto-falantes e equipamentos de som só pode ocorrer das 8h às 20h.

No rádio e na TV, a propaganda só começa dia 31 de agosto, após a elaboração de plano de mídia por parte dos partidos, da Justiça Eleitoral e das emissoras de TV.

Fonte: R7

 

PUBLICIDADE

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário