Home NotíciasEsportes CRB leva sufoco, mas vence o Boa Esporte por 2×1 e se afasta do Z4 da Série B

CRB leva sufoco, mas vence o Boa Esporte por 2×1 e se afasta do Z4 da Série B

Por Alagoas Brasil Noticias

Hora do alívio! Everton Sena (centro) marcou o gol da vitória sobre o Boa Esporte aos 43 minutos do 2º tempo | Foto: Ailton Cruz

O CRB entregou o havia prometido: ?decisão é pra se ganhar. Não é para jogar”.  E foi isso que fez o time regatiano. Apesar de – mais uma vez – passar sufoco, o Galo conseguiu vencer o Boa por 2×1 no Estádio Rei Pelé, nesta sábado (03) e deu um passo decisivo para sua permanência na Série B.

O Galo começou arrasador e logo aos dez minutos já vencia por 1×0, em um pênalti cobrado por Willians Santana. Essa foi a única “Boa” notícia para os alvirrubros, o que se viu na sequência foi um angustiante sufoco, com o Boa apertando e tendo oportunidades. Chegando ao empate aos 40 minutos com Bruno Tubarão. Só que três minutos depois, em uma bola alçada na área, o zagueiro Everton Sena cabeceou e deu a vitória para o CRB.

 

Com o triunfo, o CRB chegou aos 38 pontos e permanece na 16ª colocação, ficando fora da zona de rebaixamento. Já o Boa Esporte, com apenas 29 pontos e na 20ª posição, está praticamente rebaixado para a Série C de 2019.

Na terça-feira (6), às 21h30, no Estádio Rei Pelé, o Galo entra em campo para encarar o Juventude. No mesmo dia, às 20h30, o Boa Esporte enfrenta a Ponte Preta, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas-SP.

CRB conseguiu saltar na frente no começo do jogo: Willians Santana marcou de pênalti

O CRB começou tomando conta de todas as ações da partida. As jogadas eram iniciadas principalmente pelo lado direito, com Edson Ratinho e com Willians Santana, mas mesmo com o volume de jogo, com maior posse de bola e sem deixar a equipe do Boa sequer respirar, o Galo não conseguia finalizar.

Aos dez minutos, Ratinho partiu para jogada individual para cima de Jadson e foi tocado na área. Pênalti. Willians Santana foi para cobrança e bateu com precisão, no canto contrário do goleiro  Darley: 1×0.

Conseguindo o gol, algo que o CRB tem inúmeras dificuldades para fazer, o time diminuiu as linhas, passou a marcar mais baixo e jogar de forma reativa, atitude que permitiu o time mineiro entrar no jogo, criando situações de perigo e assustando o torcedor regatiano.

Enquanto o Boa pressionava, restava ao torcedor regatiano se apegar a fé

Aos 42, o Boa quase conseguiu igualar o marcador. Após o escanteio, a defesa do CRB deu o rebote, Alyson chutou e bola passou muito perto do poste direito, assustando o goleiro João Carlos.

Na volta do intervalo, o técnico Roberto Fernandes optou por colocar Alípio no lugar de Rafael Costa. E logo aos seis minutos ele foi o personagem de uma chance perdida inacreditavelmente. O meia Felipe Menezes foi ao fundo, tocou com precisão para o centro da área adversária e, na marca do pênalti e com Darley ao chão, Alípio perdeu um gol feito. 

O técnico do Boa, Tuca Guimarães, vendo que que ganhou terreno no campo do CRB, resolveu colocar o velocista William Barbio. Já no primeiro lance, o atacante criou uma situação pelo lado direito, cruzou e no lado contrário, Helder subiu para cabecear, dividindo com a defesa do CRB. Quase o empate.

O time mineiro continuou assustando. Aos 34 minutos, Machado dominou de fora da área, arriscou, a bola desviou e por pouco não entrou no gol defendido por João Carlos. Na cobrança do escanteio, Machado tentou o gol olímpico, a bola chegou a bater na trave para depois Rafael Carioca afastar. 

Goleiro João Carlos se esticou todo, mas não conseguiu impedir o gol de empate do Boa Esporte

O sufoco continuava. Helder arrancou pelo corredor direito, foi ao fundo e cruzou, Bruno Tubarão surgiu no meio da defesa e empurrou para o fundo das redes, empatando o jogo. A reação de desespero do torcedor foi vista pelo torcedor que vaiou o time após o empate. 

A raiva foi rapidamente transformada em alegria aos 43 minutos. Bola alçada na área e o zagueiro Everton Sena de cabeça, marcou o gol que aliviou o CRB: 2×1.

https://youtu.be/IdIJR8Qk5fM

Melhores momentos

Fonte: Gazeta Web

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário