Home NotíciasPolicia SSP divulga prisão de 22 suspeitos de homicídios; duas mortes foram motivadas por ciúmes

SSP divulga prisão de 22 suspeitos de homicídios; duas mortes foram motivadas por ciúmes

Por ABN - ALAGOAS BRASIL NOTICIAS

A Secretaria de Segurança Pública de Alagoas divulgou um balanço nesta quarta-feira (27) das prisões que ocorreram no mês de novembro no estado. Ao todo, foram apresentados os nomes de 22 suspeitos de homicídios em uma coletiva de imprensa na sede da secretaria no bairro do Centro, em Maceió. Duas mortes, segundo a polícia, foram motivadas por ciúmes. 

Dos acusados que foram presos [alguns deles são de São Paulo, Pernambuco e Sergipe], o coordenador da Delegacia de Homicídios, Eduardo Mero alguns casos que ganharam repercussão. Um dos casos foi o de Maciel Frias da Silva, vulgo “Camburão”, de 46 anos que assassinou Carlos Henrique dos Santos.

Segundo o delegado, a motivação do crime foi o ciúme que Maciel nutria pela sua ex-companheira. “Ele contou com a ajuda do filho, Maciel Frias da Silva Filho, de 23 anos e do sobrinho Magno Faustino Frias dos Santos, de 19”.  O delegado contou que Carlinhos Henrique foi surpreendido por Magno enquanto recolhia alimentos em uma granja. Tanto Magno como Maciel Filho estão foragidos.

O segundo caso também relacionado a ciúme foi o de Franciberton Vieira Alves, 34 anos e Renato Erik de Madeiros Rocha, 31 anos. Eles estavam sendo investigados pelo assassinato de Daniel Bispo ocorrido no dia 06 de julho.

Daniel foi assassinado por Franciberton dentro de um bar no Conjunto Joaquim Leão. Franciberton disse que agiu cumprindo ordens do amigo e patrão Renato Erik, que segundo delegado, nutria um ciúme excessivo relacionado a uma mulher com quem se relacionava e a vítima.

Facção rival

O coordenador da homicídios também destacou a prisão de José Fabiano Santos, de 36 anos e a apreensão de um adolescente de 17 anos. Conforme explicou Eduardo, um menor de 16 anos juntamente com o cunhado Carlos Felipe Caetano Barbosa haviam sido capturados no dia 29 de agosto e que ambos estavam indo vender cobre.

Na ocasião, a foto das vítimas foram disseminadas nos grupos da facção rival, com o objetivo de decidirem sobre suas vidas ou mortes. Após o “aval” do gripo, Carlos Felipe foi deixado de olhos vendados na praia da Avenida e o adolescente foi até a favela onde foi assassinado com requintes de crueldade.

A ação foi divulgada por meio de um vídeo e que se diziam ser do grupo rival. Após o vídeo, a polícia chegou até José Fabiano, adolescente de 16 anos e um homem identificado como Daniel [que se encontra foragido]. Presos, os acusados confessaram o crime e disse que a vítima foi morta por realizar pequenos furtos na região.

Outros casos

Outros homicidas foram identificados e presos pela polícia em ações distintas na capital e interior. São eles: Carlos Manoel de Oliveira, 59; Marcos Henrique de Souza Soares; Erisvelton Santos Cassimiro, 27; Cléa Fernanda Máximo da Silva [que matou o italiano Carlo Cichelli]; Mikael Luiz Correia Gomes, de 30 anos; Heberton de Araújo dos Santos Melo, 32; Allyson Mario do Nascimento Dantas, 23; Ítalo Rafael dos Santos Lima, 20; José Marcos dos Santos; Jeferson Claudino dos Santos, 21; Nilson dos Santos Eufrásio; Carlos Eduardo da Silva, 30 anos; Ubirajara Rodrigues da Costa, 38; José Cláudio Lopes dos Santos Juniro, 26 anos; Mateus Henrique Paz Celestino, 19; Marcio Francelino Barbosa da Silva, 36 anos. Além deles, dois menores de 16 e 17 anos foram apreendidos.

*estagiária sob a supervisão da editoria

Fonte: Cada Minuto

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário