Home Geral Reforço da segurança no Ceará já conta com 800 reservistas

Reforço da segurança no Ceará já conta com 800 reservistas

Por Alagoas Brasil Noticias

Convocados pelo governo do Ceará para reforçar a segurança pública, 800 dos cerca de 1.200 policiais militares da reserva se apresentaram à corporação, em Fortaleza, na manhã de hoje (18). E 150 já voltaram a patrulhar as ruas da capital do estado, alvo de ataques criminosos organizados.

O prazo para os policiais e bombeiros militares que passaram a reserva há no máximo cinco anos, e que continuam morando no estado, se apresentarem termina hoje (18). A apresentação é obrigatória e quem não comparecer pode ser acusado por transgressão disciplinar. Já quem não estiver apto a trabalhar deverá apresentar laudo médico e se submeter à avaliação de uma junta médica da Polícia Militar.

Segundo a assessoria da Polícia Militar, todo o efetivo convocado vai atuar no policiamento de prédios públicos, guarda de quartel e fiscalização de policiamento, respeitando a escala de serviço e idades. Dos 150 agentes que voltaram a atuar esta manhã, 41 são oficiais e 109 praças, com idades entre 55 e 60 anos. Eles receberão entre R$ 680 e R$ 1.400, conforme a patente, além do salário da aposentadoria.

A convocação de policiais militares e bombeiros militares que estão na reserva é uma das leis sancionadas pelo governador Camilo Santana no último domingo (13) para fazer frente aos ataques criminosos iniciados em reação à nomeação do secretário de Administração Penitenciária, Luís Mauro Albuquerque, e às medidas anunciadas como a não separação de presos em presídios por facção.

Desde o último dia 2, o estado vem sendo alvo de ataques criminosos organizados. Em 16 dias, bandidos explodiram a estrutura parcial de viadutos; incendiaram ônibus e caminhões de lixo; atingiram prédios públicos e agências bancárias com tiros e destruíram radares e outros equipamentos de segurança instalados em vias públicas.

A partir da próxima semana o Departamento Penitenciário Nacional (Depen), do Ministério da Justiça e Segurança Pública, deve reforçar o número de agentes da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária que já vem atuando no estado. Segundo a Secretaria de Administração Prisional (Seap) de Minas Gerais, os cinco primeiros agentes mineiros devem embarcar para Fortaleza já na terça-feira (22).

O Depen informou que já solicitou aos governadores das 27 unidades da federação a cessão de agentes penitenciários para compor o grupo que atuará no Ceará, além de integrar o efetivo que permanecerá em Brasília, mobilizado para atuar emergencialmente em caso de crise no sistema prisional em qualquer localidade. Por questões de segurança, o Depen não informa o número de agentes que serão deslocados para o Ceará e para Brasília.

Fonte: Agência Brasil

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário