Anadia/AL

27 de setembro de 2021

Anadia/AL, 27 de setembro de 2021

KLEVERSON LEVY | Dr. Wanderley Neto ‘pede socorro’ após fechamento de Instituto

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 19 de janeiro de 2019

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
1311412615josewanderleymedico

José Wanderley Neto | Foto: Arlindo TavaresO médico José Wanderley Neto, o Dr. Wanderley, reagiu ao “despejo” manifestado pela Santa Casa de Misericórdia de Maceió ao decidir encerrar o trabalho realizado pelo Instituto de Doenças do Coração (IDC). 

A repercussão nas redes sociais e na imprensa é grande por conta da prestação de serviço à população que sempre foi conduzido o IDC dentro do hospital.

Por decisão do provedor da Santa Casa de Maceió, Humberto Gomes de Mello, o fechamento do Instituto ocasionará na perda de atendimentos cardiológicos para centenas de alagoanos. 

Em carta enviada à imprensa, Dr. Wanderley relata toda situação ocorrida pelo fechamento e fala com dedicação sobre a experiência por cerca de 40 anos de história profissional e dedicação à cardiologia e à honrosa instituição filantrópica (Santa Casa). 

Vale ressaltar que, durante todo esse tempo de IDC, foram feitas mais de 20.000 operações e o treinamento de mais de 80 cardiologistas, colocando Alagoas no mapa cientifico do Brasil, ao realizar contribuições relevantes e originais que serviram de modelo para o país. 

Ao citar sobre o “desmonte” do Instituto de Doenças do Coração, Dr. Wanderley Neto tratou do despejo determinado pelo provedor de “situação incompreensível, do desmonte injusto e irracional” tomadas pela atual direção da Santa Casa. 

“O desmonte, injustificável, continuou com várias medidas tomadas pela atual direção e causou a divisão do corpo clínico e separamento dos setores, promovendo discórdia e fazendo desaparecer, gradativamente, a importante contribuição dos cardiologistas fundadores do serviço de cardiologia e a referência na especialidade. A ação de desmonte continuou com o fechamento do Instituto de Doenças do Coração (IDC), onde dispúnhamos de sala administrativa, sala de reuniões e biblioteca que proporcionaram um vitorioso programa de treinamento em cirurgia cardiovascular, essencial para que tivéssemos a continuidade e a ampliação do atendimento cirúrgico no estado. Diante dessa situação incompreensível, do desmonte injusto e irracional, comunico que não sou mais o coordenador da cardiologia e da cirurgia cardiovascular da Santa Casa”, escreveu na nota. 

Além da nota enviada à imprensa, o respeitado médico alagoano também divulgou um vídeo mostrando a importância do Instituto de Doenças do Coração (IDC) que – ao longo desse tempo – realizou 40 transplantes cardiológicos, operou mais de 20 mil alagoanos e teve a formação de mais de 80 cardiologistas.

Fonte: Kleverson Levy

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter