Anadia/AL

24 de setembro de 2021

Anadia/AL, 24 de setembro de 2021

DAVI SALSA | Ortopedista do HE do Agreste faz alerta sobre peso de mochilas escolares

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 16 de fevereiro de 2019

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
9b668ea7-bdf5-430c-aa33-0607794e49c0 (1)

A volta às aulas é um período em que crianças e adolescentes utilizam mochilas para carregar os livros didáticos, cadernos, lápis, estojos e até brinquedos para a escola.

Os modelos e os preços são os mais diversos, mas a escolha correta da mochila é muito importante para a saúde dos jovens.Por conta disso, o Hospital de Emergência Daniel Houly, em Arapiraca aderiu à campanha da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT), Regional de Alagoas, para orientar as pessoas acerca do uso correto desse tipo de acessório.

A recomendação é de que a mochila tenha até 10% do peso de uma criança, informa o médico-ortopedista Raimundo de Araújo Filho, que também é presidente da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia em Alagoas.

“Se o peso não for bem distribuído, ele pode provocar postura incorreta e, também, problemas na coluna vertebral da criança e repercutir na vida adulta”, alerta Raimundo de Araújo.

Médico-Ortopedista Raimundo de Araújo Filho

O especialista adianta que o peso deve ser bem distribuído entre os dois ombros. O médico do HE do Agreste orienta os pais optarem por mochilas com alças largas, de no mínimo quatro centímetros, e orientar a criança para nunca carregar a mochila por uma única alça.

“O correto é ajustar as alças para que a mochila fique bem encostada ao corpo, com a base cinco centímetros acima da linha da cintura’, salienta.

Em relação às mochilas com rodinhas, Raimundo de Araújo diz que esse acessório também pode provocar lesões. O ortopedista recomenda que a alça que a criança puxa deve estar no nível da cintura e o braço estendido.

“Esse tipo de procedimento deve ser alternado a cada 15 minutos, com a troca de braços, para evitar o peso em um dos lados do corpo”, explica.

O médico do Hospital de Emergência Daniel Houly aconselha os pais ou responsáveis verificar sempre a postura dos filhos no uso das mochilas. “O sobrepeso no acessório e o uso incorreto podem gerar problemas não só os ombros, mas nos quadris, joelhos e tornozelos das crianças e adolescentes”, complementa o ortopedista.

Fonte: Davi Salsa

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter