EsportesSLIDE

Tenório banca Cabo e CSA anuncia oficialmente a contratação de Keirrison

Mandatário azulino garantiu que três contratações já estão confirmadas e espera os atletas na reapresentação da equipe maruja na quinta-feira (20) | Por Mauricio Manoel | 14|06|2019 ÁS 20:27

Tenório banca Cabo e CSA põe mão no bolso para contratar atacante Keirrison | FOTO: GUSTAVO HENRIQUEOs ânimos no CSA estão se apaziguando aos poucos. Nesta sexta-feira (14), o presidente Rafael Tenório foi a público assegurar a permanência do técnico Marcelo Cabo no comando da equipe, além de confirmar a contratação de mais três peças que reforçarão o poder de fogo azulino no Campeonato Brasileiro: Jean Cléber, Julian Benítez e Keirrison.

“Tive uma reunião com Raimundo Tavares, Fabiano Melo e a comissão técnica. Como é uma  gestão compartilhada, a decisão tomada foi a manutenção de Marcelo Cabo e a contratação imediata de mais três jogadores”, falou Tenório.

Meia paraguaio Julián Benitez, ex-Olímpia, está confirmado pela diretoria do CSA | FOTO: REPRODUÇÃO

Dentre os atletas anunciados, o de maior peso é o atacante Keirrison ex-Palmeiras e Barcelona. O jogador de 30 anos estava no Londrina-PR na temporada passada, onde em seis partidas marcou um gol. Mas, o auge do atleta aconteceu na temporada 2012, quando saiu do Verdão e foi anunciado pelo Barça. O pedido de contratação do experiente centroavante surgiu após uma avaliação do plantel e a necessidade de potencializar o ataque azulino, que marcou apenas três gols na Série A. 

Na manhã desta sexta, o cartola do Azulão não garantiu a presença do jogador, apenas disse que estava quase acertada a contratação. “Tivemos um contato com Keirrison e nos reunimos pessoalmente com ele. Existe uma grande possibilidade dele vir. Ele passou por um problema pessoal (a morte do filho de dois anos de idade) que o afastou do futebol. É uma grande possibilidade dele acertar para participar do projeto do CSA”, garantiu Rafael, em entrevista ao repórter Elísio Silva.

Na temporada 2018, o atacante Keirrison jogou pelo Londrina-PR, onde atuou em seis partidas e marcou um gol | FOTO: GUSTAVO OLIVEIRA/LONDRINA EC

A manutenção da comissão técnica liderada por Cabo também foi acertada entre a cúpula maruja pós-derrota para o Flamengo. “Foi tudo discutido. A gente analisa possibilidades, prós e contras. E foi unanimidade a permanência dele”. Inclusive, a pressão externa promovida por parte da torcida do clube pela saída do treinador foi comentada por Rafael Tenório. 

“Honestamente, a gente tem que respeitar a ideia dos outros. Posso não concordar, mas respeito. Parte da torcida do CSA criou a antipatia pelo (Marcelo) Cabo e não sabemos o porquê. Nós, que estamos no dia a dia do clube, sabemos que o treinador não desaprendeu a treinar. Não só a gente, mas como outros clubes, porque sempre chegou proposta para ele. O que precisa é ter paciência e viver a necessidade. Não deixo de acreditar e confiar. A equipe tem evoluído, mas existem carências. Disponibilizando mais atletas, tenho certeza que esse quadro vai virar”, frisou Tenório.

Rafael Tenório garante que a permanência de Marcelo Cabo no CSA foi uma unanimidade ad direção maruja | FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS

Com a chegada de novos jogadores e a garantia de continuidade do “Projeto Cabo”, a direção do Azulão disse que no decorrer da competição a ideia é conseguir mais quatro jogadores que possam agregar valor e qualidade ao elenco marujo. “Queríamos contar com o atacante Niltinho (com passagem pelo CSA no primeiro semestre de 2018), mas o clube que adquiriu 50% dos direitos dele e só o libera se comprarmos. No momento, não temos condições e o clube não quis emprestá-lo. O volante Luiz Antônio (ex-Flamengo) também estava nos planos do departamento de futebol, mas não vem. Estamos estudando para contratar mais uns quatro do decorrer da competição para poder fortalecer mais o CSA”.

Torcida azulina está na bronca com o desempenho do CSA na Série A do Brasileiro | FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS

O presidente Rafael Tenório ainda achou por bem fazer a sua avaliação da equipe passadas as nove primeiras rodadas do Brasileirão. Em tese, o mandatário avaliou negativamente, mas mantém a esperança da volta por cima azulina na competição.  

“Não fizemos um bom primeiro trecho de campeonato. Dos 27 pontos em disputa, conseguimos apenas seis. Estamos muito aquém na Série A. Não podemos nem imaginar continuar com essa média de pontuação. No pior dos desastres, o CSA volta a figurar nos 40 melhores clubes do Brasil no próximo ano”, lembrou o presidente.

O CSA é o atual vice-lanterna da Série A, com apenas seis pontos ganhos. Sendo uma vitória, três empates e cinco derrotas. Nestes, marcou três gols e foi vazado 15 vezes, resultando num saldo negativo de nove gols. O Azulão só volta a campo pelo Brasileiro após a parada da Copa América, no dia 12 de julho (quarta-feira), quando encara o Corinthians, na Arena Itaquera, em São Paulo.

Fonte: Gazeta Web

Facebook Comments

Artigos relacionados

Fechar