Esportes

Copa América cara deixa povão de fora da festa do futebol

Primeira fase da competição tem ingressos mais caros do que Copa do Mundo e ignora crise econômica | Marcelo Tieppo | 16 JUN 2019 | às 16h20

Torcida na arquibancada antes da partida entre as seleções de Brasil e Bolívia, válida pela 1ª rodada do grupo A da Copa América 2019, no Estádio Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi), na zona sul de São Paulo, na noite desta sexta-feira, 14

Foto: ALEX SILVA / Estadão

A Fonte Nova tinha bastante gente, mas não lotou para ver Messie o clássico sul-americano entre Argentina e Colômbia. Foram 35 mil pagantes em um estádio em que cabem 50 mil. O Morumbi bateu recorde de renda (22 milhões de reais) por causa do ingresso caro, mas não teve lotação completa. Com capacidade para quase 67 mil torcedores, o estádio recebeu 47 mil.

Sim, a Copa América é um grande barato, mas não há torcedor que aguente pagar um ingresso com valor médio de R$ 485,00. Com aquele futebolzinho burocrático no primeiro tempo contra a Bolívia, a Seleção receberia vaias de qualquer maneira. Só que com ingressos a preços mais populares com certeza seria muito mais apoiada por torcedores que estão acostumados a frequentar estádios.

Sem poder ver de perto um Brasil em que apenas 3 dos 23 jogadores atuam no país e nenhum é titular, embora Everton Cebolinha mereça uma vaga entre os 11, a mística da tal amarelinha vai desmoronando e a Seleção se distanciando cada vez mais do torcedor comum.

Fonte: Terra

Facebook Comments

Artigos relacionados

Fechar