MundoSLIDE

Ativistas do clima são presos por bloquear entrada de banco suíço durante protesto

Eles tentam pressionar bancos suíços a pararem de financiar a indústria de combustíveis fósseis. 08/07/2019 15h19

Ativistas do clima que tentam pressionar bancos suíços a pararem de financiar a indústria de combustíveis fósseis interditaram as entradas do Credit Suisse, em Zurique, e do UBS, na Basileia, nesta segunda-feira (8), até a polícia intervir e prender alguns manifestantes.

A ação, iniciada por grupos que pregam a desobediência civil para chamar a atenção às atividades que aceleram a mudança climática, interrompeu o serviço de bondes e atraiu olhares para a Praça do Desfile de Zurique e para a Bahnhofstrasse, rua que concentra lojas de luxo.

A polícia observou os manifestantes, que tiveram a oportunidade de sair por conta própria, durante mais de uma hora antes de agir, usando serras e cortadores de metal para retirar ativistas que se acorrentaram juntos ou às estruturas.

 

Ativista ambiental grita palavras de ordem enquanto participa de uma ação para bloquear a entrada na sede do banco Credit Suisse em Zurique. — Foto: Arnd Wiegmann/Reuters

Ativista ambiental grita palavras de ordem enquanto participa de uma ação para bloquear a entrada na sede do banco Credit Suisse em Zurique. — Foto: Arnd Wiegmann/Reuters

“A Suíça não tem minas de carvão ou poços de petróleo, mas estas atividades são financiadas daqui”, disse Frida Kohlmann, porta-voz do Collective Climate Justice, grupo que ajudou a organizar o protesto, à Reuters antes das prisões.

“Os bancos têm uma boa imagem aqui, e sob essa imagem imaculada estão financiando negócios sujos em todo o mundo”.

Ondas de calor e incêndios florestais, além de a Organização das Nações Unidas (ONU) exortando ações para deter o aumento das temperaturas, incitaram ativistas da Europa e de outras partes a correrem o risco de serem presos neste ano participando de protestos para persuadir governos e empresas a fazer mais para reduzir o uso de combustíveis fósseis.

A polícia de Zurique disse no Twitter que prendeu cerca de duas dúzias de manifestantes antes do meio-dia, e que mais deles devem ser retirados das entradas dos bancos.

Muitos manifestantes vestiam roupas brancas e usavam máscaras, e alguns portavam cartazes com frases como “Detenham o Carvão” e bradavam frases como “Bancos Fósseis – grandes demais para continuar” e “Estamos lutando por seus filhos”.

 

Policiais prendem ativista ambiental que bloqueava a entrada do banco Credit Suisse, em Zurique, nesta segunda-feira (8). — Foto: Arnd Wiegmann/Reuters

Policiais prendem ativista ambiental que bloqueava a entrada do banco Credit Suisse, em Zurique, nesta segunda-feira (8). — Foto: Arnd Wiegmann/Reuters

Fonte: G1 Mundo
 
 

Facebook Comments

Artigos relacionados

Fechar