Economia

Salão do Imóvel aquece economia de Alagoas

3 de agosto de 2019 | 09:46 | Salão do Imóvel aquece economia de Alagoas Para o público, possibilidades de investimentos em terrenos, com presença de estandes de fornecedores, são uma das novidades

Salão de Imóvel traz uma variedade de empreendimentos em todas as regiões de Maceió; são apartamentos, terrenos e casas, entre outros (Foto: Adailson Calheiros)
 

O Salão do Imóvel da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Alagoas (Ademi) começou na última quinta-feira (1º) com expectativas de negócios para o setor e movimentando a economia alagoana. Para o público, a novidade é a possibilidades de investimentos em terrenos, com a presença de estandes de fornecedores de materiais e serviços de construção civil.

O presidente da Ademi/AL, explica que em 2019, o Salão de Imóvel trás para o público uma variedade de empreendimentos em todas as regiões de Maceió. São apartamentos, terrenos, casas entre outros.

“O cliente ainda tem a possibilidade de investir em terrenos, com a presença de estandes de fornecedores de materiais e serviços da construção civil, além de uma praça financeira, para aumentar as opções de negócios. “É um momento único para que o consumidor faça sua aquisição. Os valores dos imóveis continuam em baixa e as taxas de juros estão bem acessíveis. Além disso, estaremos reunindo, em um só lugar, bancos, construtoras e fornecedores, tudo para que nosso cliente encontre o que precisa e saia com o negócio fechado”, destacou  Jubson Uchôa.

O evento está na sua 4ª edição repetindo o mesmo formato de sucesso dos anos anteriores. O Salão de Imóvel reúne as principais construtoras para transformar Maceió em um polo de negócios imobiliários. O presidente da Ademi/AL, disse estar otimista com o evento e, sobretudo, com a movimentação do setor.

“Estamos muito otimistas e seguros da consolidação deste evento no calendário de Alagoas. A edição passada foi a retomada do Salão, após uma pausa de dez anos, e este ano será a consagração da força do setor imobiliário e de sua importância na economia estadual, diante desta importante melhora do mercado imobiliário”, disse o presidente da Ademi/AL.

Em 2018, o Salão do Imóvel reuniu mais de quatro mil imóveis para serem comercializados, gerando quase R$ 80 milhões em negócios. Este ano a expectativa é de que o evento supere o sucesso das edições anteriores, visto que a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Cbic) realizou um levantamento que mostra o aquecimento do setor imobiliário em todo o país.

Além disso, este ano além do envolvimento dos empresários do ramo, há também o envolvimento dos estudantes de engenharia civil e outros. O Salão do Imóvel Ademi 2019 oferece aos participantes, palestras, workshops e seminários técnicos. O evento segue até domingo (4), no Centro de Convenções de Maceió, Ruth Cardoso, em Jaraguá.

Construtora lança empreendimento sustentável voltado ao social

 

Para o empresário Luiz Paulo Taboada, da Construtora Taboada Incorporadora e Macro Empreendimentos que está lançando o Condomínio Vista Lagoa, o Salão é a oportunidade de mostrar para o maior número de pessoas, um produto que está sendo procurado há mais de 20 anos no estado.

Empresário Luiz Paulo Taboada (esq.) lança condomínio Vista Lagoa com perfil voltado à sustentabilidade (Foto: Adailson Calheiros)

“Estamos trabalhando com investimento em sustentabilidade, mas também na parte social, ou seja, é um ‘mix’ disto. Estamos pegando a população do entorno do empreendimento e estamos treinando este pessoal para poder receber o empreendimento e os moradores que são nossos clientes, futuros e atuais. Criamos uma sala de aula e lá vamos dá cursos técnicos junto com a Prefeitura, através do Sine que indica e cadastra os profissionais. A cada curso vamos ter 20 pessoas e vamos profissionalizar”, disse Taboada.

Entre os cursos que serão oferecidos ele destaca os cursos de arrumadeira, piscineiro, jardineiro. “Durante a obra também cursos de pedreiro, calceteiro e outros. Isso para que a gente faça que a região seja autossustentável. E gere economia para o local. O profissional está trabalhando no empreendimento e está gastando o dinheiro que recebeu pelos serviços na lanchonete vizinha, na padaria, gerando lucro para a localidade, essa é nossa ideia”.

O condomínio Lagoa Vista está na Ilha de Santa Rita, e segundo Taboada é um produto que vem sendo muito procurado.

“Estamos dentro de uma APA [Área de Proteção Ambiental], e ninguém teria a certeza que esse produto poderia vir. Antes ninguém submeteu a fazer um empreendimento grande desses, seguindo todas as regras da lei, tudo que o meio ambiente pede. Estamos fazendo sem agredir de forma nenhuma o meio ambiente, estamos revitalizando o local. A ideia é mostrar aos clientes que existe um produto diferenciado no mercado, que ele pode sair de um apartamento de 60, 70 ou 80 metros e morar em uma casa de 220, 250 e 300 metros por um preço acessível e com maior contato com a natureza”.

Fonte: Tribuna Hoje

Facebook Comments

Artigos relacionados

Fechar