Anadia/AL

22 de outubro de 2021

Anadia/AL, 22 de outubro de 2021

Vai tirar habilitação? Conheça as maiores causas de reprovação na categoria “B”

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 8 de agosto de 2019

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
HR

O exame prático de direção veicular, regulamentado pela resolução 168 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), é a última etapa para obtenção da 1° Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O Departamento Estadual de Trânsito de Alagoas (Detran/AL) aponta as principais causas de reprovação na categoria “B” no estado, e dá algumas dicas aos candidatos que farão o exame.

Nessa categoria, o exame é composto por duas etapas, cada uma delas acompanhada por um examinador que se baseará nos artigos 19 e 20 da resolução do Contran para realizar a avaliação do candidato.  Durante o teste, possíveis falhas são calculadas de acordo com pontuação estabelecida em Lei, indicando faltas leves, médias, graves e eliminatórias.

Cada falta leve desconta um ponto, as médias, dois pontos, e as graves, três. É permitido que o candidato tenha um total de, no máximo, três pontos. Acima desse número, ele será desqualificado. Em caso de faltas eliminatórias, o candidato é reprovado imediatamente.

Reprovação

De acordo com a base de dados do Detran, a maior causa de reprovação esse ano foi “estancar o carro”. Os números indicam que, de janeiro a junho, 23,77% dos candidatos foram reprovados por interromper o funcionamento do motor, sem justa razão, após o início da prova. A infração considerada média desconta dois pontos durante o exame.

O segundo maior motivo, responsável por eliminar 15% dos candidatos na categoria “B”, é não sinalizar com antecedência a manobra pretendida ou sinalizá-la incorretamente, falta grave de acordo com a legislação. Colocar o veículo em movimento sem observar as cautelas necessárias, e engrenar ou utilizar as marchas de maneira incorreta durante o percurso também são faltas que eliminam um alto índice de candidatos, 8,96% e 8,33%, respectivamente.

Já as duas faltas eliminatórias mais comuns são: não colocar o veículo na área balizada em no máximo três tentativas dentro do tempo estabelecido, e transitar em contramão de direção. A primeira reprovou 8,83%, e a segunda, 7,16%.

Causas

O chefe de banca examinadora, Fábio Monte, analisa que muitos candidatos se deixam afetar pelo psicológico na hora do teste prático. “Eles sentem essa ansiedade, uma pressão psicológica que muitas vezes é da família e até pessoal mesmo para conseguir a aprovação, e essa preocupação atrapalha no exame. O nervosismo leva à reprovação”, afirma.

O chefe de educação para o trânsito do Detran/AL, Antônio Monteiro, concorda. Ele diz que uma das principais causas de reprovação é a mentalidade do candidato. “As pessoas precisam procurar a autoescola não para tirar a carteira, mas para aprender a dirigir. Passar no teste é uma consequência. Mais de 40% estão perdendo o teste justamente por não saber guiar o veículo”, avalia.

O Detran/AL orienta que os candidatos à primeira habilitação busquem um Centro de Formação de Condutores (CFC) com o propósito de oferecer uma instrução que vá além da aprovação no exame prático de direção veicular, e englobe uma formação qualificada para os futuros condutores.

Fonte: TNH1

 
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter