Anadia/AL

17 de outubro de 2021

Anadia/AL, 17 de outubro de 2021

Polícia divulga retrato falado de suspeitos de decepar dedos de mulher

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 10 de agosto de 2019

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
dd

Polícia divulgou os retratos falados dos suspeitos de decepar dedos de mulher durante assalto em Arapiraca, Alagoas — Foto: Divulgação/PC-AL

O retrato falado dos dois suspeitos de decepar os dedos da empresária Marizete Maria de Oliveira, de 41 anos, durante um assalto na cidade de Arapiraca, Agreste de Alagoas, foi divulgado pela Polícia Civil.

O crime aconteceu na noite do dia 28 de julho, quando a vítima estava dentro do carro estacionado na garagem de uma oficina. Ela esperava o marido voltar do mercado quando os dois homens chegaram em uma motocicleta, entraram no estabelecimento, fecharam a porta e começaram a exigir a chave do veículo.

A mulher informou que estava sem aa chave e que aguardava o marido, mas foi torturada, emaçada de estupro e de morte, e teve dois dedos da mão decepados com o uso de uma faca e um martelo no balcão da oficina.

A vítima viu os dedos indicador e polegar da mão direita serem arrancados violentamente. Os bandidos taparam sua boca com um pano e continuaram agredindo a empresária, insistindo que a mulher entregasse a chave do veículo.

A empresária contou que pensou que ia morrer e que a tortura só terminou depois que os assaltantes passaram as mãos em seus seios e abriram seu sutiã, onde estava escondida a quantia de R$ 2 mil. Eles roubaram o dinheiro e foram embora.

Agora a Polícia Civil de Alagoas está atrás dos suspeitos e imagens de câmeras de segurança podem ajudar na identificação dos assaltantes. Diante da crueldade cometida contra a vítima, os agentes acreditam que os suspeitos tenham envolvimento em outros crimes.

O delegado responsável pelo caso Thales Silva Araújo pede para que a população e Arapiraca colabora com a identificação dos bandidos. Quem tiver qualquer informação deve ligar para o Disque Denúncia pelo 181. A identidade do denunciante será preservada.

Fonte: OP 9

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter