Anadia/AL

16 de outubro de 2021

Anadia/AL, 16 de outubro de 2021

Fundo Amazônia não aprovou nenhum projeto em 2019

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 12 de agosto de 2019

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
dd

Floresta Nacional do Tapajós — Foto: Marcelo Brandt/G1 

“Pelo que a gente sabe, está tudo parado [no Fundo Amazônia]. A equipe responsável no BNDES está focada em produzir informações para o Ministério do Meio Ambiente, e todo o resto está parado”, diz André Guimarães, diretor executivo do IPAM.

Defesa do trabalho do BNDES

Em carta assinada por 51 integrantes e ex-integrantes da equipe técnica e jurídica do Fundo Amazônia, funcionários do BNDES criticaram os indícios de irregularidades levantados por Salles.

“O Fundo Amazônia é um dos mecanismos financeiros mais controlados e auditados do país e nenhuma das auditorias ou avaliações já feitas, inclusive a recentemente realizada pelo TCU, indicou qualquer tipo de irregularidade na gestão do Fundo”, afirma o grupo em carta aberta.

Os responsáveis pelos projetos de ONGs apoiadas pelo Fundo Amazônia acreditam que a equipe do BNDES está disposta a ajudar, mas fica engessada pelas determinações do Ministério do Meio Ambiente.

“A gente percebe um engajamento forte da equipe do BNDES, eles realmente querem que aconteça, os técnicos, as pessoas que interagem com a gente. Por parte deles, a gente percebe realmente um desejo de ver os projetos saírem do papel”, diz Eduardo Ditt, do IPÊ.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles (segundo da esquerda para a direita), durante encontro no Planalto com embaixadores sobre o Fundo Amazônia — Foto: Wilson Mendes/Secretaria de Governo

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles (segundo da esquerda para a direita), durante encontro no Planalto com embaixadores sobre o Fundo Amazônia — Foto: Wilson Mendes/Secretaria de Governo

Importância da Amazônia

Sendo a maior floresta tropical do mundo, a Amazônia tem papel importante na redução das mudanças climáticas. No caso do Brasil, desmatamento e agricultura, entre outros usos da terra, são os principais emissores de gás carbônico, que tem sido o maior responsável pelo aumento da temperatura do mundo. Por isso, o investimento em preservação da floresta é a grande meta brasileira dentro do Acordo de Paris.

Outros países que integram o acordo têm como objetivo investir em projetos de preservação com grande impacto no planeta. É o que fazem Alemanha e Noruega. O dinheiro aportado por eles no Fundo Amazônia não tem gera retorno econômico a esses países e visa apenas a preservação ambiental.

Além de manter o clima, a Amazônia tem plantas e animais que são base para a fabricação de alimentos e medicamentos. Povos indígenas e outros grupos que vivem no local aperfeiçoam o uso de produtos naturais.

Indicadores do fundo

Um dos indicadores selecionados para medir a evolução do objetivo geral do fundo foi o índice de “Desmatamento anual na Amazônia Legal”, feito pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). O fundo tem como meta reduzir a taxa de desmatamento anual da Amazônia Legal a 3.925 quilômetros quadrados até 2020.

O segundo indicador selecionado para medir a evolução do Fundo Amazônia é a participação do Produto Interno Bruto (PIB) dos estados da Amazônia Legal em relação ao PIB brasileiro.

Falta de acordo sobre Fundo Amazônia pode extinguir projetos ambientais

Falta de acordo sobre Fundo Amazônia pode extinguir projetos ambientais 

Fonte: G1

 
 
 
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter