PoliciaSLIDE

Seis são suspeitos de triplo homicídio cometido em junho em Maragogi

15/08/19 - 13h12

A polícia já tem seis suspeitos do crime contra três pessoas que tiveram os corpos enterrados em uma cova rasa no município de Maragogi, no Litoral Norte de Alagoas, em junho deste ano. Os corpos só foram achados um mês depois. Os autores do triplo homicídio seriam integrantes de um grupo que pratica roubos e tráfico de drogas na região.

Os corpos de Wellington Venicios da Silva, de 18 anos, Izaura Catarine Conceição de Campos, 18, e Pamela Fernanda da Silva, 14, foram encontrados em estado avançado de decomposição no dia 25 de julho. Eles eram moradores do Povoado Várzea do Una, em São José da Coroa Grande, Pernambuco.

O delegado Aylton Prazeres, responsável pelo caso, na manhã desta quinta-feira (15), que o inquérito está perto de ser concluído e que a motivação do crime teria sido um desentendimento entre um dos suspeitos e uma quarta pessoa que não foi identificada.

“Eles foram matar uma pessoa, um homem, mas ele que conseguiu fugir dos disparos. Essa pessoa estava com a Izaura no momento em que sofreu a tentativa de homicídio e os criminosos pegaram ela. Rendida, ela foi ao encontro do Wellington e da Pamela. Os três eram envolvidos com drogas, com o tráfico. Esse grupo, então, executou os três”, disse.

Ainda de acordo com o delegado, o crime teria acontecido em 14 de junho, mesmo dia em que os cadáveres foram enterrados em um terreno próximo a um supermercado em Maragogi. Prazeres também contou à reportagem que o homem que escapou do atentado morreu um dia depois, em uma troca de tiros com a polícia, em São José da Coroa Grande. 

Os autores devem responder pelos crimes de homicídio qualificado e ocultação de cadáver. Dos seis, quatro residem em Alagoas e dois em Pernambuco.

Fonte: TNH1

Facebook Comments

Artigos relacionados

Fechar