AlagoasSLIDE

Produtores de Santana do Mundaú investem na diversificação de culturas

Além da laranja lima, estão sendo produzidos maracujá, banana, goiaba e acerola | Por Ronaldo Lima | 09:09:2019 às 16:25

O cenário mudou, é possível encontrar uma variedade de frutas, além de macaxeira, batata e hortaliças.

No município de Santana do Mundaú, conhecido nacionalmente como a terra da laranja lima, pequenos produtores rurais vêm apostando na diversificação da cultura voltada para a atividade da fruticultura. Além da tradicional laranja lima, também estão sendo produzidos maracujá, banana, goiaba e acerola.

No sítio Chão de Areia, onde aproximadamente cem famílias fazem parte da Associação dos Pequenos Produtores Rurais de Santana do Mundaú, o cenário já mudou e é possível encontrar uma variedade de frutas, além de macaxeira, batata e hortaliças.

Com o apoio da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura na doação de kits de irrigação e assistência técnica da Emater, a produtividade tem aumentado e gerando renda às famílias dos pequenos agricultores.

Gerdesson Monteiro, presidente da associação, tem motivos de sobra para comemorar o sucesso da produtividade na região. Ele vem incentivando os associados, fazendo doação de mudas de frutas e ainda comprando a produção para o beneficiamento de polpas, em uma pequena fábrica, construída na comunidade.

“É modelo que adotamos e vem rendendo bons frutos, literalmente. Os associados produzem e nós aproveitamos toda colheita para transformar em polpas”, explica Gerdesson.

O cenário mudou, é possível encontrar uma variedade de frutas, além de macaxeira, batata e hortaliças.

O cenário mudou, é possível encontrar uma variedade de frutas, além de macaxeira, batata e hortaliças.

Segundo ele, a pequena estrutura da fábrica vem funcionando com o esforço coletivo de toda família, desde o manejo do cultivo, do beneficiamento das frutas até o envasamento do produto final, além do trabalho coletivo dos pequenos produtores rurais.

Atualmente, graças aos rendimentos com o lucro das vendas para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), e também para a merenda escolar, a fábrica de beneficiamento de polpas de frutas está sendo ampliada em uma nova estrutura física e uma câmara fria com maior capacidade de armazenamento. 

Marcelo Gomes, técnico da Emater, informa que aos agricultores são levadas orientações, como uso correto do solo, espaçamento de plantio, modo de irrigação, limpeza e poldagem corretas. “O objetivo é fazer com que o agricultor tenha uma produção segura”.

Segundo ele, a utilização correta dos kits de irrigação doados pela Seagri tem contribuído muito para o aumento da produtividade. 

Fonte: Agência Alagoas

Facebook Comments

Artigos relacionados

Fechar