Home NotíciasPolicia Suspeito de matar líderes do PCC é transferido para prisão em Alagoas

Suspeito de matar líderes do PCC é transferido para prisão em Alagoas

Por Alagoas Brasil Noticias

O suspeito de executar Rogério Jeremias de Simone e Fabiano Alves de Souza, conhecidos como Gegê do Mangue e Paca, em fevereiro do ano passado, André Luiz da Costa Lopes foi transferido da sede da Polícia Federal de São Paulo para um presídio federal de Alagoas.

Conhecido como Andrezinho da Baixada, ele está no centro de uma disputa interna da maior organização criminosa do país, o PCC (Primeiro Comando da Capital). Ele foi preso na quinta-feira (31) na Praia Grande, no litoral sul de São Paulo em uma operação da Polícia Federal com as polícias civis de São Paulo e do Ceará e levado para a sede da Polícia Federal na capital paulista.

Andrezinho da Baixada usava uma identidade falsa. Ele é acusado de participar da execução de Gegê do Mangue e Paca, mortos em fevereiro do ano passado. Ambos teriam traído a confiança do líder da facção, Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola.

Em 2017, quando deixou a prisão, Gegê do Mangue, que era o então número dois do PCC, prometeu a Marcola uma operação para tirar o líder da facção da cadeia. Mas, Marcola desconfiou que ele estaria desviando rescursos da oragnização em benefício próprio para manter uma vida luxuosa.

Ambos foram mortos em fevereiro do ano passado quando foram buscados de helicóptero e mortos em meio a uma reserva indígena. Eles acreditaram que iriam para a Bolívia, mas foram executados em uma região de mata. Meses depois, Wagner Ferreira da Silva, um dos líderes da facção que seria próximo a Marcola foi executado.

Fonte: Alagoas Web

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário