Economia

BRB: Lucro cresce 129% no terceiro trimestre de 2019 em relação a 2018

Publicado em 08/11/2019 | 12:38 | Alexandre de PaulaNotícias

AGATHA GONZAGA/CB/D.A. PRESS  

Em onda de crescimento neste ano, o Banco de Brasília (BRB) registrou lucro recorrente líquido 129,3% no terceiro trimestre de 2019 em relação ao mesmo período do ano passado. O montante foi de R$ 121,9 milhões.

Nos primeiros nove meses de 2019, o lucro líquido do banco chegou a R$ 282,8 milhões. A evolução, em relação a 2018, foi de 50%.

“As nossas ações de posicionamento estratégico do BRB, aproximação com o servidor, com o setor produtivo e o foco na construção civil e redução para baixo das nossas taxas de juros estão produzindo resultado”, disse o diretor-presidente da instituição, Paulo Henrique Costa, durante a apresentação do balanço do terceiro trimestre de 2019.

“Nós passamos a ser um banco competitivo e procurado pelos clientes. A consequência é o aumento do resultado”, completou.

O BRB também bateu recorde da carteira ampla de crédito, que chegou a R$ 10,1 bilhões, o maior nível da história da instituição. Com o resultado, o crescimento foi de 12,4% em 12 meses e 5,9% no trimestre.

O destaque na carteira de crédito é a linha de consignados. O saldo desse tipo de transação foi de R$ 5,6 bilhões, aumento de 17,8% em 121 meses e de 7,6% no trimestre.

Em operações de crédito, foram R$ 6 bilhões contratados  nos primeiros nove meses de 2019, um crescimento de 127,6% em comparação com 2018. No trimestre, foram 45,3% a mais do que no ano passado com o montante contratado de R$ 2,3 bilhões.

Impacto na economia do DF

A participação do BRB no fomento das atividades do Distrito Federal e do desenvolvimento econômico da capital foi destacado pelo diretor-presidente. Segundo Paulo Henrique Costa, o impacto do BRB na economia do DF em 2019 foi de R$ 7 bilhões. Ele acrescenta que foram repassados R$ 100 milhões ao GDF para obras e serviços públicos do governo.

Os resultados positivos, segundo o presidente, devem aumentar o apoio da instituição a iniciativas do GDF.

“Como banco público, o BRB precisa avançar como principal agente financeiro do GDF. Então, anunciamos recentemente a adoção da Torre de TV. Temos anunciado um conjunto de ações esportivas, culturais e de lazer na cidade. Vamos patrocinar a orquestra sinfônica e logo vamos anunciar parceria de suporte e exposição de marca do Museu Nacional”, adiantou Paulo Henrique.

Facebook Comments

Artigos relacionados

Fechar