AlagoasSLIDE

Tribunal de Justiça de Alagoas aprova estudo para instalação de usinas solares

Medida reduziria os custos com eletricidade do órgão; estudos devem ser concluídos em 4 meses | 11|12|2019 Ás 15:39

Presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, Tutmés Airan, em reunião com membros da Eco Rede da Justiça de Alagoas | FOTO: CAIO LOUREIRO/TJAL

Durante reunião nesta quarta-feira (11), no Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), em Maceió, a Eco Rede da Justiça de Alagoas aprovou uma agenda de ações conjuntas para o ano de 2020, entre elas está o estudo para implementação de usinas solares para alimentar os tribunais do estado e reduzir os gastos com energia.

Na legislação vigente, a adoção de placas fotovoltaicas por parte de uma pessoa física ou jurídica para abastecer sua propriedade gera um abatimento na conta de energia, podendo até mesmo zerá-la. “Não há outra alternativa para a humanidade (além da energia renovável). Há uma consciência de que a natureza tem dado sinais de cansaço e é preciso preservá-la”, disse o presidente do TJ/AL Tutmés Airan. 

 

O projeto foi apresentado pelo engenheiro do Tribunal, Rodrigo Evaristo. Ele estima que o estudo estará pronto em até quatro meses com valores, modelo de colocação, a tecnologia empregada e todos os demais detalhes.

Fonte: Gazeta Web

Facebook Comments

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar