tipos de operações swing trade mini indice estratégia opçoes binarias opções binárias simulador e de verdade ou mentira como operar em um minuto na olimp trade como por a mesma estratégia criada em todos opções binárias existe opções binárias em criptomoedas forex trading o que é 3d trade investimentos calote baixar via torrent opçoes binarias forex trading portugues ferrufx multi info buy sell trading forex indicator mt4 forex kagi trading system aprenda a operar com o meta trader 5 andré moraes corretoras em opçoes binarias onde posso operar day trade com outras pessoas simple forex trading xp investimentos suarez trade
Home Brasil Policial revista mulher negra acusada por furto cometido por mulher branca

Policial revista mulher negra acusada por furto cometido por mulher branca

Por Alagoas Brasil Noticias
Policial revista bolsa de mulher negra (Foto: Reprodução)

O item roubado, porém, foi encontrado com uma outra passageira, de pele branca, que foi reportada por um homem que acompanhou toda a movimentação, mas só a denunciou após a revista policial.

A vendedora Evelyn Duarte, de 22 anos, que filmou toda a ação, contou ao Uol o que aconteceu:

“Chegou o momento em que os envolvidos foram para perto do motorista do ônibus e a idosa que teve a carteira roubada disse que chamaria a polícia. O marido desta senhora, um homem branco, repetia o tempo inteiro que a mulher negra que estavam acusando era a responsável pelo furto. Chegou a dizer, inclusive, que tinha visto a moça cometer o crime (…). Quem entrou no ônibus começou a acusá-la injustamente sem saber o que tinha acontecido, assim como todas as pessoas que já estavam lá dentro”, explicou a testemunha.

“Todo mundo estava observando a ação, mas ninguém se meteu. Quando a verdade veio à tona e viram que a culpada era a outra mulher, o idoso sequer pediu desculpa à primeira suspeita. A mulher dele veio se desculpar comigo, mas não era a mim que ela devia desculpas (…). Quem estava julgando era a sociedade, as pessoas dentro do ônibus, sem ao menos conhecê-la. Dói, dói muito. Eu segurava o choro porque mulher preta tem que ser forte o tempo todo, mas a gente nunca consegue. Quis passar para essa mulher muita força e, principalmente, que ela não precisava passar por isso sozinha”, desabafa Evelyn, que, mesmo durante o acontecido, já acusava a todos dentro do ônibus de racismo.

Fonte: Brasil 247  

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário